Conecte-se conosco

header-top






 

15/07/2024
 

Saúde

Julho Amarelo: combate às hepatites virais

Redação

Publicado

em

Julho Amarelo: combate às hepatites virais

O mês de julho é dedicado à luta contra as hepatites virais, infecções que atingem o fígado e podem causar alterações leves, moderadas ou graves. Muitas vezes, essas infecções são silenciosas e não apresentam sintomas.

Sintomas das hepatites virais

Quando presentes, os sintomas podem incluir cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras, conforme destaca o gastroenterologista Santiago Cassales Neto, do Hospital Divina Providência.

Dados epidemiológicos

Segundo o boletim epidemiológico “Hepatites Virais” do RS, produzido em julho de 2022, as hepatites virais são altamente notificadas no Rio Grande do Sul, especialmente as hepatites B e C. Em 2021, foram notificados 4.283 casos de hepatites virais no estado, dos quais 73,7% eram de hepatite C.

Medidas preventivas e vacinação

Santiago Cassales Neto enfatiza a eficácia das vacinas para hepatites A e B. Para a hepatite C, medidas preventivas incluem evitar contato com sangue, usar preservativos, utilizar materiais esterilizados e manter bons hábitos de higiene.

A vacina contra hepatite A está disponível no calendário básico infantil e é administrada no SUS para adultos em situações especiais. A vacina contra hepatite B também está disponível para adultos e crianças.

Importância da conscientização

A conscientização é fundamental para preservar a saúde do fígado e garantir melhor qualidade de vida. Dados do Ministério da Saúde mostram que as hepatites B e C são as principais causas de morbimortalidade entre as hepatites virais.

Sem tratamento, podem levar à cirrose, insuficiência hepática e câncer hepático, sendo responsáveis por 96% dos óbitos por hepatites virais.

Diferenças entre os tipos de hepatite

As hepatites B e C podem se tornar crônicas, enquanto a hepatite A não. Não só isso, a hepatite D só ocorre em pessoas já infectadas com hepatite B e é mais comum na região Norte do Brasil. E todas as formas podem ser graves.

Formas de contágio

As hepatites A e E são transmitidas pelo contato fecal-oral em condições precárias de saneamento, água e higiene. Enquanto as hepatites B, C e D são transmitidas pelo contato com sangue através do compartilhamento de seringas, agulhas, lâminas de barbear, alicates de unha e outros objetos perfurantes ou cortantes.

Emprego

Hospital Universitário de Canoas abre edital para diversas vagas de emprego

Redação

Publicado

em

Hospital Universitário de Canoas abre edital para diversas vagas de emprego Foto: Leonardo Pereira/HU

O Hospital Universitário (HU) de Canoas está com vagas abertas para diversas áreas de atuação, dentro da instituição. O edital e o formulário de inscrição estão disponíveis aqui.

As inscrições vão até as 17h de segunda-feira, 15

Confira abaixo as vagas disponíveis:

– Agente de Atendimento
– Auxiliar de Farmácia
– Auxiliar de Manutenção
– Auxiliar de Nutrição
– Auxiliar de Serviços Gerais (Higienização)
– Auxiliar de Serviços Gerais (cozinha)
– Auxiliar de Suprimentos
– Analista de Patologia
– Analista de Treinamento e Desenvolvimento
– Assistente de Treinamento e Desenvolvimento
– Assistente Social
– Controlador de Acesso
– Eletricista
– Enfermeiro(a) Centro Cirúrgico
– Enfermeiro(a) CME
– Enfermeiro(a) CTI Adulto
– Enfermeiro(a) UI
– Enfermeiro(a) Hemodinâmica
– Enfermeiro(a) Sala de Recuperação Internados
– Enfermeiro(a) Saúde da Criança
– Enfermeiro(a) Saúde da Mulher
– Enfermeiro(a) Saúde Mental
– Enfermeiro(a) Radiologia
– Farmacêutico
– Fisioterapeuta
– Técnico(a) de Enfermagem Centro Cirúrgico
– Técnico de Enfermagem CME
– Técnico de Enfermagem CTI Adulto
– Técnico de Enfermagem Saúde da Mulher
– Técnico de Enfermagem Saúde da Criança
– Técnico de Enfermagem Saúde da Mulher
– Técnico de Enfermagem UI Adulto
– Técnico de Enfermagem Saúde Mental
– Técnico de Enfermagem Hemodinâmica
– Técnico de Enfermagem Radiologia
– Técnico de Enfermagem Sala de Recuperação de Internados
– Técnico de Nutrição
– Técnico de Patologia

Continuar a ler

Saúde

Canoas tem quatro farmácias básicas abertas para retirada de medicamentos

Redação

Publicado

em

Canoas tem quatro farmácias básicas abertas para retirada de medicamentos - Foto: Bruna Ourique

Os canoenses podem realizar a retirada de medicamentos, de forma gratuita, nas quatro farmácias básicas abertas na cidade. Nos locais, são entregues remédios da lista do município, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Para acessar o serviço, basta apresentar receita médica, prescrita via SUS ou rede particular, e um documento com foto. É necessário ser morador de Canoas e estar cadastrado no sistema.

Os canoenses podem consultar os remédios disponíveis em cada farmácia pelo sistema Estoque Aberto.

Confira todas as farmácias abertas:

  • Farmácia Básica Municipal
    Avenida Santos Ferreira, 1655, Marechal Rondon
    Das 8h às 17h, sem fechar ao meio-dia
  • Farmácia Básica Guajuviras
    Rua 21 de Março, 100, Guajuviras
    Das 8h às 12h e das 13h às 17h
  • Farmácia Básica Mathias Velho
    Rua Brasil, 438, Centro
    Das 8h às 12h e das 13h às 17h
  • Farmácia Básica Niterói
    Rua Lajeado, 1373, Niterói
    Das 8h às 12h e das 13h às 17h

 

Continuar a ler

Saúde

Farmácia Popular passa a oferecer 95% dos medicamentos de forma gratuita

Redação

Publicado

em

Farmácia Popular passa a oferecer 95% dos medicamentos de forma gratuita

Em comemoração aos 20 anos do programa Farmácia Popular, desde quarta-feira, 10, o Ministério da Saúde vai passar a oferecer 95% dos medicamentos e insumos de forma gratuita para toda a população.

Com isso, remédios indicados para o tratamento de colesterol alto, doença de Parkinson, glaucoma e rinite poderão ser retirados de graça pela população de todo o país. A expectativa é que cerca de 3 milhões de pessoas que já utilizam o programa sejam impactadas e, em média, isso pode gerar uma economia para os usuários de até R$ 400 por ano.

O programa oferta 41 itens, entre fármacos, fraldas e absorventes e, até a implementação dessa medida, somente medicamentos indicados para pessoas com diabetes, hipertensão, asma, osteoporose e anticoncepcionais eram gratuitos.

Para os outros, o Ministério da Saúde pagava até 90% do valor de referência dos medicamentos e o cidadão pagava o restante, de acordo com o valor praticado pela farmácia. Com essa atualização, 95% dos medicamentos e insumos podem ser retirados de forma gratuita, o que equivale a 39 dos 41 itens de saúde distribuídos, ampliando o acesso a saúde para população vulnerável em todo o Brasil.

Farmácia Popular: 70 milhões de pessoas atendidas

O programa Farmácia Popular foi criado pelo Governo Federal em 2004, para disponibilizar medicamentos e outros insumos de saúde para a população.

Foi relançado pelo presidente Lula no ano passado, com a inclusão de novas gratuidades, que incluíam remédios para osteoporose e anticoncepcionais e, em 2024, a distribuição de absorventes para pessoas em situação de vulnerabilidade e estudantes da rede pública de ensino.

Seis meses após o relançamento do programa, em junho de 2023, essa extensão dos benefícios fez com que a iniciativa chegasse ao melhor resultado dos últimos quatro anos, com acesso de 22 milhões de brasileiros, que podiam se tratar com custos menores ou inexistentes. Isso significa um aumento de 8,8% em relação a 2022, com recuperação de cerca de dois milhões de pessoas que haviam deixado de ser atendidas nos anos anteriores.

Além disso, com a retomada, 55 milhões de brasileiros que são beneficiários do Bolsa Família passaram a ter acesso a todos os medicamentos disponíveis de graça. Desde junho do ano passado, 4,6 milhões de beneficiários foram contemplados, o que significa mais medicamentos de graça para pessoas que não tem condição de arcar com os custos.

Hoje, a iniciativa está presente em 85% das cidades brasileiras, o que equivale a 4,7 mil municípios, conta com mais de 31 mil estabelecimentos credenciados em todo o país e tem capacidade para atender de 96% da população brasileira. Desde junho do ano passado, 560,4 mil mulheres acessaram medicamentos gratuitos para anticoncepção e osteoporose.

Em 20 anos, mais de 70 milhões de cidadãos brasileiros foram beneficiados. Mas os avanços continuam: a expectativa do Ministério da Saúde é universalizar o programa, cobrindo 93% do território nacional.

Já foram credenciadas 536 novas farmácias em 380 novos municípios de referência do Programa Mais Médicos, com 352 cidades do Norte e Nordeste recebendo a primeira unidade cadastrada.

Para alcançar a meta, o credenciamento de novas farmácias e drogarias foi aberto em 811 cidades de todas as regiões do país, com prioridade para os municípios que participam do Mais Médicos – uma estratégia que visa a diminuição dos vazios assistenciais.

 

Continuar a ler
publicidade

Destaques

Copyright © 2023 Jornal Timoneiro. Developed By Develcomm