Conecte-se conosco

header-top



 




 

22/04/2024
 

Ensino

Governo do RS lança o Programa Alfabetiza Tchê nesta terça-feira, 12

Redação

Publicado

em

Governo do RS lança o Programa Alfabetiza Tchê nesta terça-feira, 12

O Programa Estadual de Apoio à Alfabetização (Alfabetiza Tchê) será lançado nesta terça-feira, 12, às 11h, no Palácio Piratini. A iniciativa busca assegurar que todos os estudantes da rede pública gaúcha estejam alfabetizados ao final do 2º ano do Ensino Fundamental.

Os 497 municípios do Rio Grande do Sul já integram o programa, reforçando e fortalecendo o regime de colaboração com o Estado.

O evento contará com a presença do governador Eduardo Leite e da secretária da Educação, Raquel Teixeira. Participa também a secretária-executiva do Ministério da Educação, Izolda Cela.

A execução é realizada por meio de cooperação técnica e financeira do Estado com municípios. A construção do programa conta com a parceria contínua da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) e União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime RS).

Sobre o programa

O programa Alfabetiza Tchê teve o seu projeto de lei aprovado pelo plenário da Assembleia Legislativa no dia de novembro de 2023, com 35 votos favoráveis.

A iniciativa busca garantir a alfabetização na idade certa, com ações desde a pré-escola até o final do 2⁰ ano do Ensino Fundamental das redes municipais e estadual. O programa prevê investimento anual de até R$ 47,5 milhões em bolsas, prêmios e avaliações.

Por meio do fortalecimento do regime de colaboração entre Estado e municípios, a aprovação da proposta institucionaliza o Alfabetiza Tchê, criado pelo Decreto 56.674, em 26 de setembro de 2022.

Alfabetizar todas as crianças do Rio Grande do Sul na idade certa é a meta do programa. A alfabetização e o letramento são pilares da educação, a partir dos quais as demais habilidades escolares são desenvolvidas.

Garantir uma base sólida, na qual todos os estudantes estejam alfabetizados ao final do 2º ano do Ensino Fundamental é fundamental para a melhoria dos indicadores educacionais.

A elaboração das diretrizes do programa foi feita em parceria com a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), a União Nacional dos Dirigentes Municipais do Rio Grande do Sul (Undime-RS) e a Parceria de Alfabetização em Regime de Colaboração (Parc).

O Alfabetiza Tchê contempla os seguintes eixos estratégicos:

  • incentivo, cooperação e articulação entre as redes públicas de ensino;
  • formação de professores e de gestores escolares;
  • fortalecimento da gestão municipal e escolar;
  • implementação, monitoramento e avaliação de indicadores relacionados ao programa;
  • fortalecimento da aprendizagem.

A partir da adesão ao programa, os municípios passam a acessar todos os recursos disponibilizados pelo Estado para a execução das ações previstas nos eixos acima. O projeto aprovado também prevê bolsas para formadores, que atuarão em todo o território.

Ainda, fica instituído o Prêmio Alfabetiza Tchê para premiar as escolas das redes municipais e estadual que obtiverem os melhores resultados de alfabetização e, também, para apoiar aquelas com resultados insatisfatórios.

Os resultados serão expressos por um Índice de Qualidade de Alfabetização da Escola (IQAe), que será regulamentado em ato do Poder Executivo.

Material didático

A Secretaria da Educação (Seduc), em conjunto com Famurs e Undime-RS, elaborou o Material Didático Complementar do Alfabetiza Tchê. A primeira edição digital foi divulgada em 2023. A versão totalmente elaborada por professores do Estado será entregue aos professores e estudantes das redes participantes no primeiro semestre de 2024.

O material é uma das principais ações do programa, que prevê também a aplicação de avaliações periódicas de fluência leitora e a realização de ciclos formativos com equipes técnicas, gestores escolares e docentes.

Destinado a professores e estudantes do 1º e 2º anos do Ensino Fundamental, o material é composto por livro do professor, livro do estudante, cadernos literários e cartazes, contemplando o Referencial Curricular Gaúcho e as características regionais do Rio Grande do Sul.

Ensino

Prefeitura de Esteio abre concurso para contratação de professores

Redação

Publicado

em

A Prefeitura de Esteio divulgou o edital do concurso público 01/2024 na segunda-feira, 1º. O certame é aberto para a contratação de oito profissionais da área da Educação e formação de cadastro reserva, com salários que variam de R$ 2.778,79 a R$ 5.459,32, mais auxílios transporte, refeição e alimentação.

As inscrições podem ser feitas a partir desta terça-feira, 2, até o dia 16 de abril, no portal da Fundatec, empresa responsável pela execução do concurso. A taxa de ingresso é de R$ 120). A aplicação das provas teórico-objetivas está prevista para o dia 5 de maio.

Toda a movimentação do concurso deve ser acompanhada no portal da Fundatec, e é dever do candidato se manter atualizado sobre as etapas do certame.

Concurso público 01/2024

Inscrições: De terça-feira, 3, a 16 de abril
OndePortal da Fundatec
Taxa: R$ 120

Vagas

  • Professor de Educação Infantil
    Requisito: Curso Superior em Pedagogia
    Vagas: Seis
    Salário: R$ 4.425,38 (36 horas semanais)
  • Professor de Matemática
    Requisito
    : Curso Superior reconhecido e registrado (licenciatura plena) e certificado de registro no MEC de professor habilitado na disciplina
    Vagas: Duas
    Salário: R$ 2.778,79 (24 horas semanais)
  • Gestor Pedagógico
    Requisito básico
    : Curso Superior em Pedagogia com habilitação ou especialização em orientação, supervisão, coordenação pedagógica ou gestão escolar
    Vagas: Cadastro de reserva
    Salário: R$ 5.459,32 (40 horas semanais)
  • Professor de Anos Iniciais
    Requisito
    : Curso Superior em Pedagogia
    Vagas: Cadastro de reserva
    Salário: R$ 2.778,79 (24 horas semanais)
  • Professor de Português
    Requisito
    : Curso Superior reconhecido e registrado (licenciatura plena) e certificado de registro no MEC de professor habilitado na disciplina
    Vagas: Cadastro de reserva
    Salário: R$ 2.778,79 (24 horas semanais)
Continuar a ler

Ensino

Governo de Gravataí envia para a Câmara projetos de lei para aumentar salário de profissionais da educação

Redação

Publicado

em

A Prefeitura de Gravataí enviou à câmara de vereadores local dois projetos de lei que concedem avanços salariais para professores da rede municipal. Os textos tratam dos profissionais que atuam na educação infantil e dos especialistas em educação, o que engloba orientadores e supervisores.

Os PLs 30 e 31/2024 foram elaborados pelo prefeito de Gravataí, Luiz Zaffalon, em conjunto com as equipes das secretarias de Educação e da Fazenda, mais o Sindicato dos Professores Municipais de Gravataí.

A proposta 31/2024 prevê que todos professores da educação infantil recebam o benefício de regência de classe. Essa parcela deve dar um acréscimo de 25% sobre o salário do nível 1 dos professores. Hoje, isso equivale a R$ 573,85.

Já o projeto 30/2024 propõe a valorização em cinco faixas para os professores que possuem graduação, pós-graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado.

Conforme a secretária municipal da Educação, Aurelise Braun, os vencimentos mensais dos especialistas em educação terão uma diferença de 7% entre os níveis em 2024. “Esses servidores ocupam cargos de orientação e supervisão e terão a diferença entre os níveis reajustada para os próximos anos: 8% em 2025, 9% em 2026 e vai chegar a 10% a partir de 2027”, disse. As propostas devem ser votadas já nesta semana pela Câmara Municipal.

O prefeito de Gravataí afirma que a construção em conjunto com as secretarias e o sindicato é vital para o projeto. “É uma proposta que valoriza os educadores e nos permite continuar com investimentos em uma área tão importante para a sociedade como a educação”, avalia Zaffalon.

Para a secretária, que é professora do quadro municipal, as propostas representam uma grande conquista para a educação de Gravataí. “É uma reivindicação de muitos anos dos professores da educação infantil e dos especialistas. Poder valorizar esses profissionais é um momento para comemorarmos”, destacou.

Saiba mais

Atualmente, são 3,1 mil profissionais na educação. Gravataí aplica cerca de 30% do orçamento em educação, embora a Constituição estipule o mínimo de 25%.

Todos os anos, a prefeitura fornece uniforme escolar a todos os 28 mil estudantes da rede municipal. Além disso, a partir deste ano, passou a distribuir o Cartão Material Escolar, iniciativa que possibilita que os itens sejam adquiridos diretamente nas papelarias conveniadas.

Continuar a ler

Ensino

Prefeitura contratará técnicos de educação básica e professores para escolas municipais

Redação

Publicado

em

Nesta terça-feira, 2, é celebrado o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. A data visa difundir informações e diminuir o preconceito com as pessoas que apresentam o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA).

Para acompanhar em sala de aula as crianças com essa condição, a Secretaria de Educação de Canoas deve contratar até 189 técnicos de educação básica (TEBs) para um período temporário de um ano, com possível prorrogação de mais 12 meses. Essa chamada dos profissionais foi autorizada por uma lei, sancionada pelo prefeito Nedy de Vargas Marques na quinta-feira, 27 de março. A legislação também trata da admissão de 198 professores e mais 35 especialistas (os que atuam com supervisão e orientação escolar).

“Sabemos da importância dos técnicos para o desenvolvimento dos alunos de inclusão da rede municipal. Por isso, a SME está trabalhando com urgência na elaboração do edital”, destacou a secretária Leany Maria de Conti. A previsão é que ele seja publicado até a próxima segunda-feira, 8. Os TEBs são profissionais de apoio para as turmas de educação infantil e de ensino fundamental, que auxiliam e dão suporte aos estudantes de inclusão, tanto nas escolas municipais de educação fundamental (EMEFs) quanto na educação infantil (EMEIs).

Continuar a ler
publicidade

Destaques

Copyright © 2023 Jornal Timoneiro. Developed By Develcomm