Justiça afasta prefeito e dois secretários de Canoas

Foto: O Timoneiro

Na manhã desta quinta-eira, 31, a 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul determinou o afastamento do cargo do prefeito de Canoas Jairo Jorge (PSD), a pedido da Procuradoria dos Prefeitos do Ministério Público (MP).

O MP, juntamente com a Brigada Militar, cumpriu mandados de busca e apreensão na cidade. As ordens judiciais foram cumpridas na sede da prefeitura e no apartamento do chefe do Executivo.

Operação Copa Livre

Trata-se de 81 medidas cautelares contra 24 pessoas físicas e 15 empresas na chamada Operação Copa Livre, de combate a desvio de recursos públicos. A investigação envolve, entre outros, contratos na área da saúde. Além do Prefeito, que deverá se desligar das funções administrativas por pelo menos seis meses, os secretários de Saúde, Maicon Lemos, e de Planejamento e Gestão, Fábio Cannas, também foram afastados dos cargos.

Como funcionaria o esquema

Em coletiva dada à imprensa na manhã desta quinta-feira, 31, o Ministério Público detalhou como funcionaria o esquema.

De acordo com os investigadores, a organização criminosa que lesou os cofres da prefeitura de Canoas foi comandada por dois núcleos que atuam de forma integrada. O primeiro, o núcleo empresarial, seria comandado por um empresário e um político paulista, que teriam repassado dinheiro em janeiro de 2020 para o prefeito de Canoas, que liderava as pesquisas eleitorais.

O outro núcleo seria o político, chefiado por Jairo Jorge, eleito dois meses depois de receber o dinheiro. Este braço da organização teria direcionado os editais às empresas ligadas ao núcleo empresarial. Ainda segundo o MP, os dois núcleos estariam fraudando os processos com documentos que eram enviados à prefeitura de Canoas, de forma que uma das empresas do grupo tivesse a melhor proposta e vencesse a disputa.

Fechados os contratos, o núcleo empresarial repassaria parte dos valores recebidos dos cofres da prefeitura ao núcleo da política, formado, inclusive, por familiares do prefeito.

Jairo Jorge se manifesta

Em sua conta oficial no Twitter, Jairo Jorge se pronunciou no final da tarde desta quinta-feira, 31, dizendo estar perplexo com as graves acusações e ataques à sua honra. “Mas sigo acreditando na Justiça e tendo a convicção de que todos os fatos serão devidamente esclarecidos”, concluiu.

Nota do advogado do prefeito

“O Prefeito Jairo Jorge dará todas as explicações e prestará todas as informações, como faria se fosse solicitado pela forma não violenta. Eu vou buscar acesso às investigações e farei, no momento oportuno, a devida manifestação sobre as medidas que serão tomadas em defesa do Prefeito de Canoas.”

Nedy de Vargas Marques assume Prefeitura

Com o afastamento de Jairo, quem deve assumir a Administração municipal interinamente é o vice-prefeito eleito Nedy de Vargas Marques (Avante). Ele é natural de Rosário do Sul, tem 71 anos, é advogado criminalista e já foi vereador em seis mandatos consecutivos no Legislativo canoense, o qual presidiu por seis vezes.

Nedy concorreu à Prefeitura em 2008 (eleição vencida por Jairo Jorge), ficando em terceiro lugar, atrás de Jurandir Maciel. Em 2010, exerceu o mandato de deputado estadual como suplente por menos de um ano.

Em 2020, pleiteou novamente a eleição para prefeitura de Canoas, desta vez como vice de Jairo, pelo Solidariedade. Em 2021, ligou-se ao Avante. Antes disso, Nedy já fez parte do PTB e do MDB. Em 2022, o advogado assumiu como secretário-geral do Município.

Mais informações a qualquer instante em nossos canais.
Última atualização: 31/03/22 – 20h37min.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here