PROTAGONISMO FEMININO: Violência contra as mulheres é discutido em Grande Expediente

Pastora Regina, comandante Nádia, Airton e pastora Neiva / Foto: Ezequiel Lemos

O enfrentamento às múltiplas formas de violência contra as mulheres marcou o Grande Expediente da Câmara de Vereadores de Canoas, na última terça-feira, 22. A iniciativa foi do vereador e líder da bancada do MDB, Airton Souza.

Para evidenciar a importância de denunciar atos de violência, a sessão especial contou com a participação da Delegada da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Canoas, Dra. Clarissa Demartine; da vereadora de Porto Alegre a Comandante Nádia (PP), criadora da Patrulha Maria da Penha, que desde 2012 vem sendo exemplo no combate a violência doméstica e das pastoras da Igreja Assembleia de Deus, Regina de Freitas e Neiva Machado de Florentin. Além da secretária adjunta de mulheres, Rosa Marcella.

Segundo o vereador Airton Souza, o Legislativo como porta-voz da comunidade é o lugar mais apropriado para debater sobre esse assunto. “É inadmissível que em pleno século XXI ainda não tenha sido erradicado este mal que destrói muitos familiares com a violência doméstica”. Segundo a delegada Clarissa, no ano passado teve quatro casos de feminicídio no Município. A Comandante Nádia recordou que Canoas foi a segunda cidade a receber a Patrulha Maria da Penha no Estado. “Os relacionamentos abusivos iniciam com a pressão psicológica até chegar aos atos de agressões físicas. Em muitos casos, as mulheres dependentes financeiramente de seus companheiros acabam permanecendo no silêncio”.

As pastoras Regina e Neiva destacaram a importância da vítima em buscar ajuda. “Acolhemos e disponibilizamos atendimentos psicológicos. A mente e a alma precisam de tratamento”, enfatizaram.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here