Conecte-se conosco

header-top






 

15/07/2024
 

Clima

Canoas registra aumento de 89,4% na chuva de junho em relação à média histórica

Redação

Publicado

em

Canoas registra aumento de 89,4% na chuva de junho em relação à média histórica

O volume de chuva em Canoas aumentou em 89,4% em junho, comparado à média histórica do mês. Segundo o Escritório de Resiliência Climática (Eclima), houve 247 milímetros (mm) de precipitação ao longo do mês. A média histórica de junho, baseada no Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), é de 130,4 mm.

Dados de precipitação

O dia 19 de junho registrou o volume mais significativo de chuva, com 90,6 mm em um período de 24 horas no bairro Centro. Este monitoramento ocorreu após a enchente histórica que atingiu a cidade em maio.

Variação térmica

Além do aumento nas chuvas, junho apresentou ampla variação térmica. A temperatura máxima foi de 32,7ºC no dia 1º, enquanto a mínima, de 2,1ºC, foi registrada no dia 30. Junho começou com o dia mais quente e terminou com o mais frio do mês.

Comentários

O Eclima destaca que junho costuma ser um mês chuvoso no inverno gaúcho, mas o volume registrado este ano é excepcional, especialmente após a enchente histórica em maio. A variação térmica também foi um aspecto notável, com temperaturas extremas ao longo do mês.

Clima

Lago Guaíba segue estável em Porto Alegre, com tendência de baixa nos próximos dias

Redação

Publicado

em

O nível do lago Guaíba, principal referência para enchentes em Porto Alegre, teve alta de 3,55 metros entre a noite da setxa-feira, 28, e o começo do sábado, 29.

O nível de inundação do curso d’água é de 3,6 metros.

Entretanto, a tendência para o restante do final de semana é de baixa, segundo o portal de meteorologia MetSul.

A alta ocorreu por conta da descida das águas do Rio Jacuí, que tiveram níveis de inundação em cidades como Rio Pardo, e se manteve com o vento Sul, que represa a vazão do Guaíba.

Até o fim do domingo, 30, o vento deve virar a Oeste e Noroeste, facilitando a queda nos níveis.

Esse nível, entretanto, faz com que ocorram inundações nas ilhas do lago Guaíba e também em bairros da Zona Sul de Porto Alegre, como o Guarujá e o Lami.

Boletins meteorológicos também descartam chuva para os próximos dias em todo o Estado, por conta da massa de ar polar que causou queda abrupta de temperatura. Esse tipo de corrente é fria, mas seca.

Na próxima semana, podem ocorrer precipitações leves na capital e na Região Metropolitana, na quinta-feira, 4 de julho, e no próximo sábado, 6.

Continuar a ler

Clima

Frio segue intenso nos próximos dias no RS; podendo haver geada na serra

Redação

Publicado

em

Frio segue intenso nos próximos dias no RS

A Sala de Situação do RS atualiza a previsão de frio para os próximos dias no Rio Grande do Sul. Na sexta-feira, 28, o ar frio perde intensidade no Estado, elevando as mínimas para 7-11°C no Oeste, Campanha, Sul, Norte, Serra gaúcha e RMPOA.

Em pontos altos da Serra, pode haver geada. As máximas alcançam 12-18°C, chegando a 10°C na Serra.

No sábado, 29, o ar frio novamente ganha força e as temperaturas da manhã ficam com mínimas de 0-4°C no Oeste, Campanha, Sul, Costa Doce, Centro, Vales e Serra, favorecendo geadas pontuais. As máximas variam entre 6-12°C em todo o Estado.

No domingo, 30, o frio se intensifica mais, com mínimas de -4 a 0°C em várias regiões, exceto no litoral. Há possibilidade de geada na maioria das áreas. As máximas seguem baixas, entre 7-11°C.

Na segunda-feira, 1º, o ar frio continua, com mínimas de -2 a 1°C na Serra e Sul, e entre 1-4°C nas demais áreas, persistindo a condição de geada. As máximas variam de 9-15°C.

Na terça-feira, 2, de manhã, mínimas de 0-5°C, com possibilidade de geada no Oeste, Campanha, Sul, Vales e Serra. As máximas variam entre 13-17°C na maioria das regiões.

Na quarta-feira, 3, o frio predomina, com mínimas entre 1-8°C e máximas de 13-19°C.

Orientações da Defesa Civil

A Defesa Civil orienta alguns cuidados à população durante as temperaturas mais baixas, especialmente com pessoas vulneráveis: enfermos, idosos, crianças, pessoas em situação de rua.

É aconselhável manter-se agasalhado, evitar locais fechados (com pouca ventilação) ou locais com muita circulação de pessoas.

Também é necessário redobrar a higienização das mãos e beber bastante água. Quando as noites apresentarem temperaturas muito baixas, é recomendado abrigar animais domésticos.

Continuar a ler

Clima

Defesa Civil emite alerta para risco de cheias em praticamente todo o estado

Redação

Publicado

em

Defesa Civil emite alerta para risco de cheias em praticamente todo o estado

A última atualização da Sala de Situação informou que a condição hidrológica atual é de níveis elevados na região hidrográfica do Guaíba, com os rios Caí (São Sebastião do Caí e Montenegro), Sinos (Taquara a São Leopoldo) e Jacuí (Dona Francisca a Rio Pardo) acima da cota de inundação com Sinos e Jacuí em lenta elevação.

Os demais rios da região estão em limiares de atenção a alerta. Na Região Hidrográfica do Uruguai, os rios apresentam condição variando entre normalidade e atenção.

Alerta

Devido à previsão de chuvas intensas entre os dias 20 e 23 de junho, recomenda-se a condição de ALERTA (regiões em amarelo no mapa) para praticamente todo o estado, atentando para o risco de para cheias em arroios, córregos e rios menores.

Por conta das chuvas recentes, algumas bacias do estado já mostram níveis de rios acima da cota de inundação, assim é indicada a condição de INUNDAÇÃO (regiões em laranja) e risco de novas subidas de rios devido à possibilidade de mais chuvas nas regiões afetadas.

As bacias são: Vacacaí-Vacacaí Mirim, Baixo Jacuí, Taquari-Antas, Caí, Sinos, Camaquã, Santa Maria, Ibicuí e Baixo Uruguai.

Continuar a ler
publicidade

Destaques

Copyright © 2023 Jornal Timoneiro. Developed By Develcomm