Conecte-se conosco

header-top






 

22/06/2024
 

Educação

Professores se reúnem com prefeito e mantém estado de greve em Canoas

Redação

Publicado

em

Após decretarem a possibilidade de paralisação por meio do estado de greve, os professores municipais canoenses foram recebidos pelo prefeito Jairo Jorge para tratarem das demandas da categoria na manhã da segunda-feira, 29.

Representantes do Sindicato dos Profissionais em Educação Municipal de Canoas (Sinprocan) repassaram ao comando do Poder Executivo suas principais reivindicações (confira abaixo). Junto com o prefeito também estavam agentes públicos como o secretário de Educação, Aristeu Ismailow.

O Sinprocan apontou que a reunião não desfaz o estado de greve. O dispositivo, aprovado em votação na quarta-feira, 24, dá para a direção do sindicato a capacidade de iniciar uma greve de fato caso necessário.

Durante o encontro, Jairo Jorge anunciou a criação de três grupos de trabalho para analisar as sugestões apresentadas. “Já pedi pareceres para algumas reivindicações apresentadas, em virtude das limitações impostas pelo período eleitoral. Uma das ideias é criarmos o 14º salário, como forma de incentivo à proficiência dos professores”, disse.

Temas abordados no encontro

  • Criação de auxílio mobilidade para deslocamentos dos profissionais
  • Pagamento do piso nacional referente aos anos 2023 e 2024
  • Revisão do plano de carreira
  • Eleições de diretorias nas escolas
  • Completar o quadro de profissionais em defasagem
  • Reforma nos prédios escolares
  • Mais celeridade na liberação de promoções
  • Rapidez na prestação de informações às instituições de ensino
  • Promoção de ajustes na educação inclusiva
  • Revisar a situação dos aposentados no Canoas PREV
  • Criar voucher cultural como subsídio em dinheiro para compra de livros e outros bens culturais
  • Realização de estudos para criação do 14ª salário
  • Instituição de um novo concurso público para a categoria

Educação

Escola de Canoas é a primeira entre instituições estaduais a receber novos móveis após a enchente

Redação

Publicado

em

O governo do Estado iniciou, nesta semana, a entrega de novos mobiliários na rede estadual de ensino. Os recursos fazem parte da parcela eventual de eventos climáticos, que já destinou R$ 6,3 milhões para a aquisição e distribuição de móveis escolares.

A Escola Estadual de Ensino Médio Guarani, localizada em Canoas, foi a primeira a receber conjuntos de cadeiras e mesas para substituir as peças danificadas.

Os móveis recebidos incluem 352 conjuntos de carteiras e cadeiras, 16 mesas para professores e 2 mesas adaptadas para pessoas com deficiência, em um investimento de mais de R$ 43 mil para a recomposição dos materiais.

Também foram entregues móveis para a Escola Estadual Adelina Isabela Konzen, em Venâncio Aires, que está atendendo estudantes da Escola Mariante, que fica no mesmo munícipio e foi afetada pelas enchentes.

Até 26 de junho, mais 15 escolas estaduais de Canoas, São Leopoldo, São Sebastião do Caí e de Montenegro receberão os novos mobiliários. As instituições foram escolhidas com base em avaliações técnicas, a partir de critérios que identificaram a gravidade do impacto na infraestrutura dos prédios e na comunidade escolar.

Escola Guarani

Fundada em 1961, a Escola Guarani no Bairro Fátima, foi severamente afetada pela enchente. O nível da água chegou a atingir 1,80 metro de altura. A instituição fica abaixo do nível da rua, facilitando a entrada da água, que invadiu a biblioteca, a área administrativa, o ginásio, as salas de aula e o refeitório recém-inaugurado. Apenas o segundo pavimento escapou dos estragos.

A diretora Tatiani Soares comenta que foi doloroso acompanhar o impacto das enchentes, pois a água avançou rapidamente. “Houve uma grande mobilização. Desligamos os equipamentos eletrônicos, levamos os documentos da secretaria e dos alunos para o segundo piso”, relembrou. A diretora contou ainda que, devido às dificuldades pelos danos sofridos, parte das funções administrativas da escola estão sendo realizadas no Instituto Carlos Chagas, no Niterói.

Tatiani ressaltou o laço coletivo de reconstrução que uniu os moradores do bairro. “Nossos alunos e professores são muito ativos. Essa é uma tradição da nossa escola: é uma família. O amor da comunidade pela escola passa pelas gerações”, disse.

A instituição atende 590 estudantes, distribuídos entre o Ensino Fundamental, o Ensino Médio e a Educação de Jovens e Adultos (EJA). Enquanto o espaço físico passa por limpeza e arrumação, as aulas seguem de forma remota, com foco no acolhimento e na busca ativa dos estudantes.

A pedagoga Andrea Rodrigues, que trabalha há 24 anos na Guarani, está entre os profissionais que acompanham de perto a retomada das atividades. Ela explicou como são feitas as estratégias de procurar os estudantes durante a situação de crise: “Solicitamos aos professores que buscassem informações sobre seus alunos nas turmas de regência. Depois, compartilhamos esses dados para identificarmos aqueles com os quais não tínhamos contato. Cada vez que localizamos um aluno, reforçamos a importância de manter o vínculo. Neste momento, o mais importante é ajudar uns aos outros”.

Continuar a ler

Educação

Seis escolas municipais retomam aulas na próxima terça-feira, 25

Redação

Publicado

em

Seis escolas municipais retomam aulas na próxima terça-feira, 25

Na próxima terça-feira, 25, seis escolas municipais de Ensino Fundamental (EMEFs) em Canoas reabrirão. A retomada das aulas ocorrerá em cinco escolas do lado Leste — Erna Würth, Duque de Caxias, Ildo Meneghetti, Walter Peracchi e Rondônia — e em uma do lado Oeste — Max Oderich. Com isso, a cidade terá 14 EMEFs abertas, atendendo 8.270 alunos.

Situação das escolas no lado Leste

As escolas do lado Leste, que não foram afetadas, continuam funcionando como pontos de abrigamento. Outras EMEFs dos bairros atingidos ainda precisam passar por vistoria, limpeza e avaliação estrutural. A Secretaria Municipal de Educação espera que todas as aulas sejam retomadas até o final de julho.

Lista de EMEFs reabertas

Confira a lista das EMEFs que já reabriram:

  • EMEF Erna Wurth
  • EMEF Duque de Caxias
  • EMEF Ildo Meneghetti
  • EMEF Walter Peracchi
  • EMEF Max Adolfo Oderich
  • EMEF Rondônia
  • EMEF 7 de Setembro
  • EMEF General Neto
  • EMEF Tancredo Neves
  • EMEF Leonel Brizola
  • EMEF Theodoro Bogen
  • EMEF Santos Dumont
  • EMEF Ícaro
  • EMEF Rio Grande do Sul
Continuar a ler

Educação

Processo seletivo para profissionais de Educação Básica de Canoas tem pontuações divulgadas

Redação

Publicado

em

Processo seletivo para profissionais de Educação Básica de Canoas tem pontuações divulgadas

A Secretaria de Educação de Canoas divulgou, nesta quinta-feira, 20, as pontuações referentes ao processo seletivo para profissionais de Educação Básica.

Segundo a gestão, ao todo, foram 2.016 inscritos para vagas de professores (Infantil e anos iniciais do Fundamental), técnicos e especialistas. A divulgação final da lista de classificação com as notas dos candidatos aprovados por cargo será feita na terça-feira, 25.

Vagas e salários

São até 120 vagas para professor de anos iniciais do ensino fundamental e 78 para a educação infantil. A carga horária para ambas é de 20 horas semanais, com remuneração de R$ 2.799,61.

Também são destinados 35 vagas para Especialista em Educação Básica, com carga horária de 40 horas semanais e salário de R$ 5.599,22.

Ainda foram abertas até 189 vagas para técnicos em educação básica, responsáveis por exercer atividades de apoio aos professores. Estes cargos são com uma jornada de 40 horas semanais e salário de R$ 2.799,61.

Confira abaixo a lista de cada um dos cargos:

Professor Ensino Fundamental

Professor Educação Infantil

Técnico Educação Básica

Continuar a ler
publicidade

Destaques

Copyright © 2023 Jornal Timoneiro. Developed By Develcomm