Covid-19: Número de casos disparam e Canoas pode entrar na bandeira preta

O último boletim divulgado pela Prefeitura de Canoas, no dia 15 de dezembro, informou que a cidade registrou, em 24 horas, a morte de mais seis homens, com idades entre 54 e 81 anos, e três mulheres, com idades entre 62 e 85 anos, em decorrência do novo coronavírus. A Prefeitura, como de costume, enviou nota de pesar aos familiares e amigos das vítimas e reforçou a população o pedido para que use máscara ao sair de casa e higienize as mãos com álcool em gel e afirmou que “familiares e pessoas que tiveram contato com as vítimas serão monitorados pela equipe de vigilância epidemiológica do município”.

Bandeira preta

Nossa equipe de reportagem conversou por telefone, nesta quinta-feira, 17, com o secretário de Saúde de Canoas, Fernando Ritter, que contou que o número de indicadores que determinam a cor da bandeira, do Distanciamento Controlado do Estado, aumentaram, o que indica uma forte possibilidade de Canoas ser classificada na próxima semana no mais alto risco de contágio, a bandeira preta.

Ritter também destacou que este aumento no registro de casos se dá pela maior quantidade de testes rápidos oferecidos no município, que são encontrados em todas as unidades básicas de saúde.

Para o secretário, os dados positivos se referem ao fato da taxa de mortalidade não estar acompanhando este crescimento de casos, pois os jovens têm menos riscos, uma vez que a cada cinco óbitos, quatro são de idosos.

Vacina

Quando o assunto foi a vacina, Fernando disse acreditar que ela seja uma realidade por volta do mês de fevereiro, conforme cronograma do Estado, e salienta que está trabalhando em projetos como sugestão à nova gestão a inclusão no grupo prioritário, além dos idosos, profissionais da saúde, professores, trabalhadores dos coletivos e da área da segurança.

Por fim, o secretário fez um apelo para que as pessoas não façam aglomerações e esperem pela vacina.  “É melhor que esperem um pouco mais para curtirem as festas de fim de ano, para que não seja a última de algumas pessoas”.

Visão geral da Covid-19 no município

– Negativados: 35.137
– Recuperados: 12.799
– Confirmados: 15.095
– Óbitos: 422
– Total de leitos em UTI: 100
– Leitos em UTI ocupados: 81%
– Total de leitos Covid-19: 50
– Leitos de UTI Covid-19 ocupados: 100%


Com 96 vítimas, RS tem o maior número de registros de mortes em 24 horas

De acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul, o estado teve na última quarta-feira, 16, o maior registro diário de mortes pelo novo coronavírus desde o início da pandemia. Foram divulgados 96 óbitos registrados nas últimas 24 horas e mais de 900 novos infectados, sendo 82 de Canoas. Agora, o total de vítimas da Covid-19 no Estado é de 7.862 desde o início da pandemia, em março, de acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (SES).

A média móvel de mortes no Estado está, neste momento, em 45,8. O índice é menor do que os registrados nas duas semanas anteriores. Entre 3 e 9 de dezembro, a média foi de 53,8 vítimas, enquanto que de 26 de novembro a 2 de dezembro ficou em 53,2.

Além disso, a SES confirmou 6.618 novos infectados, chegando a 388.704 casos da doença no RS. Os recuperados são 362.214 – o equivalente a 93% dos casos. Outras 18.583 pessoas estavam em acompanhamento médico nesta quarta-feira, 16.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here