Canoas já tem mapeados mais de 2 mil idosos para vacina contra coronavírus

Em pouco mais de uma semana de trabalho na ação para evitar o crescimento dos casos de coronavírus, mais de 1.200 idosos foram visitados pelas equipes de saúde da Secretaria Municipal da Saúde. A medida também se estende aos asilos ou casas de repouso da cidade, que também farão parte da estratégia, e está mapeando os endereços de idosos que têm doenças que aumentam a gravidade da doença.

Os profissionais fazem um diagnóstico dos pacientes, observando a presença de fatores de risco, como comorbidade e contato contínuo com pessoas que não estão em isolamento. Durante as visitas, os idosos que apresentam sintomas recebem o teste rápido e encaminhamento para a realização de exame de PCR.

Ainda sem previsão de chegada, a vacina contra o coronavírus será o primeiro passo para a erradicação da doença. Por se tratar de um insumo novo e muito disputado no mercado, quando aprovada, a vacina será aplicada inicialmente nos grupos de risco, como idosos que têm doenças que ampliam o risco de complicação do coronavírus. Como essa ação irá mapear todos os canoenses com mais de 60 anos que se enquadram no grupo prioritário, quando a imunização estiver disponível a Secretaria da Saúde já irá saber quem deve ser vacinado. Com isso, o processo de imunização na cidade será acelerado.

Para o secretário de Saúde de Canoas, Fernando Ritter a medida, além de proteger a vida dos idosos, também servirá para frear um possível aumento do número de infecções, como tem se observado em outros países. “Com essa política, esperamos, além de, é claro, proteger a vida de muitas pessoas, evitar a necessidade de restringir a circulação de pessoas e o fechamento de comércios novamente. Com o controle de casos, testagem em massa e o monitoramento amplo dos grupos de risco, os profissionais de Vigilância Epidemiológica terão condições de tomar iniciativas que protejam a cidade de uma nova onda, seguindo as recomendações dos organismos internacionais de saúde pública” afirma.

Covid-19

Os coronavírus são uma grande família de vírus comuns em muitas espécies diferentes de animais, incluindo camelos, gado, gatos e morcegos. Raramente, os coronavírus que infectam animais podem infectar pessoas, como exemplo do MERS-CoV e SARS-CoV. Recentemente, em dezembro de 2019, houve a transmissão de um novo coronavírus (SARS-CoV-2), o qual foi identificado em Wuhan na China e causou a covid-19, sendo em seguida disseminada e transmitida pessoa a pessoa.

A covid-19 é uma doença causada pelo coronavírus, denominado SARS-CoV-2, que apresenta um espectro clínico variando de infecções assintomáticas a quadros graves. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a maioria (cerca de 80%) dos pacientes com covid-19 podem ser assintomáticos ou oligossintomáticos (poucos sintomas), e aproximadamente 5% podem necessitar de suporte ventilatório.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here