Conecte-se conosco

header-top






 

23/06/2024
 

Cultura

Canoas recebe 4ª edição do Dia Internacional da Animação, que completa 20 anos no Brasil

Redação

Publicado

em

Canoas recebe 4ª edição do Dia Internacional da Animação, que completa 20 anos no Brasil

Nesta semana, nos dias 27 e 28 de outubro, acontece a 4ª edição da Mostra Dia Internacional da Animação (Dia) em Canoas. No Brasil, o evento comemora 20 anos em 2023.

O Dia Internacional da Animação (DIA) é uma Mostra de curtas-metragens de animação nacionais e internacionais para crianças e adultos. A Mostra Oficial é exibida simultaneamente em centenas de cidades brasileiras, no dia 28 de outubro, com entrada franca.

Mostra oficial simultânea

Em Canoas, além da tradicional Mostra oficial simultânea, que acontecerá no sábado, 28, às 17h30, na Villa Mimosa (Av. Guilherme Schell, 6270, Bairro Centro), ainda teremos duas Mostras Paralelas especialmente para as crianças.

Na sexta-feira, 27, às 14h, será a exibição da Mostra Infantil, Mostra Paralela ( Mostra Infantil): na Escola Guanabara (Rua Alegrete, 1359 – Niterói), e no sábado, 28, às 15h, teremos mais uma sessão para crianças, desta vez na Associação Getúlio Vargas (Rua Erechim 565, Bairro Mathias Velho, Canoas).

O evento tem entrada gratuita e é aberto a toda comunidade.

Animação em Canoas

Desde 2018, o evento é realizado na cidade pela produtora audiovisual e coordenadora do Dia da Animação na cidade, a canoense Monique Leotte Mendes, que considera o evento uma grande oportunidade para o público da cidade ter acesso de forma gratuita a excelentes obras de animação do Brasil e Exterior.

“O Dia da Animação é um dos maiores eventos simultâneos da área no Brasil, e em Canoas, temos essa excelente oportunidade de prestigiar essas obras. O cinema de animação já passou por importantes progressos técnicos ao longo dos anos, e não atinge apenas o público infantil, mas jovens e adultos também. A mostra do Dia Internacional da Animação sempre seleciona filmes de excelente qualidade, temáticas atuais, e a maioria deles são premiados no Brasil e exterior. Tudo pode ser criado no universo de animação, que ganha cada dia mais o gosto popular e mexe com nosso imaginário, nos levando a viajar para onde quisermos com suas obras”.

Nesta edição, o evento conta com o apoio do Instituto Social Malvado Favorito em Parceria com a Ong Gotas de Esperança, com Fabíola da Silva e Irna Pires da Silva; da presidente da Associação Getúlio Vargas, Carmen Reis; do vereador Alexandre Gonçalves; da Leila Silveira e Alexandre produções; Cristiana Hermann e da Secretaria de Cultura de Canoas.

Para a presidente do Instituto Social Malvado Favorito, Fabíola da Silva “é uma grande alegria apoiar o evento na cidade, pois traz o cinema pra perto das crianças.”

Para o vereador Alexandre Gonçalves, que mantém o espaço Cultural Niterói e tem atuação voltada para as crianças, abraçou o evento por acreditar que o acesso à cultura é essencial e grande aliada da educação.

“O acesso ao cinema e outras formas de cultura, não é fácil para muitas crianças e jovens, e poder proporcionar essa experiência pra eles, contribuindo para a reflexão sobre temas diversos, além de ajudar na construção da sua identidade, tem valor imensurável”, comenta Alexandre.

20 anos de Dia da Animação no Brasil

Em 2023 o evento comemora 20 anos. A primeira edição foi em 2004 no SESC Vila Mariana, em São Paulo, com a exibição de “Planeta Terra”, filme coletivo de 1986 co-dirigido por cerca de 30 animadores.

Desde então, as exibições foram alcançando mais cidades em diferentes lugares do país, chegando hoje a mais de 100 cidades em todas as regiões do Brasil!

A data foi escolhida porque no dia 28 de outubro de 1892, Charles-Émile Reynaud realizou a primeira projeção pública de imagens animadas do mundo, exibindo o filme Pauvre Pierrot, no Museu Grévin, em Paris-França.

Inspirada nesse fato, em 2002 a ASIFA (Associação Internacional do Filme de Animação) lançou a comemoração do Dia Internacional da Animação, contando com diferentes grupos internacionais filiados em mais de 30 países. Países como EUA, França, Portugal, Coreia do Sul, Egito, Austrália, Japão, entre outros, também celebram a data.

Neste ano foram inscritos 180 curtas-metragens de animação de vários estados brasileiros. Destes, foram selecionados pelo júri, 12 filmes para a Mostra Nacional (classificação indicativa 14 anos) e 8 para a Mostra Infantil (classificação indicativa Livre). A Mostra Internacional (classificação indicativa 12 anos) foi montada através de curadoria com 5 filmes vindos da Inglaterra, Argentina, Austrália e Canadá.

No Brasil, o evento gera a integração cultural em todas as regiões do país, mobilizando diversas comunidades e facilitando a inclusão e o acesso da população à cultura. Uma das grandes características do Dia Internacional da Animação é a exibição dos filmes em locais com realidades diversas.

Os mesmos curtas são exibidos em grandes centros, e também em muitas cidades do interior onde não há salas de cinema.

Serviço Dia Internacional da Animação Canoas:

Mostra oficial:

Dia: 28 de outubro (Mostra Oficial)
Público: Comunidade Geral
Local: Villa Mimosa
(Av. Guilherme Schell, 6270 – Centro)
Horário: a partir das 17h30 – Mostra Nacional e Internacional

Mostra Paralela (Mostra Infantil):

Mostra Paralela ( Mostra Infantil):
Dia: 27 de outubro
Público: Infantil
Local: Escola Guanabara
( Rua Alegrete, 1359 – Niterói)
Horário: 14h – Mostra Infantil

Mostra Paralela (Mostra Infantil):

Dia: 28 de outubro
Público: Infantil
Local Associação Getúlio Vargas
(Rua Erechim 565 – Mathias Velho)
Horário: 15h – Mostra Infantil

Mais informações: Facebook Dia em Canoas: www.facebook.com/diainternacionaldaanimacaocanoas/

Classificação Indicativa:

Mostra Infantil: Livre.
Mostra Nacional: Não recomendado para menores de 14 anos.
Mostra Internacional: Não recomendado para menores de 12 anos.

Mais Informações:

Site: www.diadaanimacao.com.br

 

Cultura

Estado divulga lista de projetos classificados no edital da Lei de Incentivo à Cultura

Redação

Publicado

em

Estado divulga lista de projetos classificados no edital da Lei de Incentivo à Cultura

A listagem dos projetos culturais classificados no mais recente edital da Lei de Incentivo à Cultura (LIC) foi divulgada na quinta-feira, 21, em edição extra do Diário Oficial do Estado (DOE).

A publicação ocorre após os 637 projetos habilitados terem sido avaliados pelas Comissões de Seleção, compostas para cada uma das quatro finalidades previstas (ver abaixo). De acordo com o cronograma atualizado da seleção, a lista definitiva com os aprovados deve ser publicada em 8 de julho, também no DOE.

Estão classificados todos os projetos com nota final igual ou superior a 60 pontos. A partir da listagem de classificação, serão definidos os projetos contemplados em ordem decrescente de pontuação, observando-se as vagas asseguradas para cada finalidade e a distribuição conforme critérios de prioridade definidos para repescagem, o que busca equilibrar a demanda e ampliar a descentralização regional.

Na página do Pró-Cultura RS, está disponível para os proponentes a consulta ao detalhamento das notas atribuídas pelos quatro avaliadores. A contar da divulgação dos classificados, cabe recurso no prazo de cinco dias corridos, indicando eventuais erros técnicos na classificação do projeto ou na aplicação das notas.

Sobre o edital

O Edital Sedac nº 02/2024 “Seleção Projetos LIC 24/25” prevê a aprovação de novos projetos culturais a partir da autorização de R$ 30 milhões para captação de recursos via abatimento de ICMS, incentivada por meio do Pró-Cultura RS/LIC.

Os eventos selecionados têm previsão de realização entre julho de 2024 e junho de 2025. O edital assegura o prazo mínimo de 30 dias de vigência de captação ou a possibilidade de prorrogação das datas previstas, se for o caso.

No mês de julho, a Secretaria da Cultura (Sedac) deve abrir inscrições para projetos de espaços culturais, patrimônio e acervos. O valor total que será investido via LIC, em 2024, deve chegar a R$ 70 milhões.

Confira aqui a lista de classificados.

 

Continuar a ler

Cultura

Romance marca a estreia do Médico Dr. Álvaro Alberto Azevedo Fernandes como escritor

Redação

Publicado

em

Romance marca a estreia do Médico Dr. Álvaro Alberto Azevedo Fernandes como escritor

Livro “Errantes do pensamento: O segredo de Poggio: uma rapsódia filosófica” traz reflexões acerca da condição humana.

Um romance filosófico que mergulha nas profundezas da mente humana e convida o leitor a embarcar em sua própria jornada de autoconhecimento e reflexão. Assim é o livro “Errantes do pensamento: O segredo de Poggio: uma rapsódia filosófica”.

A obra, que marca a estreia do médico Dr. Álvaro Alberto Azevedo Fernandes como escritor, será lançada oficialmente em 20 de junho em diferentes plataformas de compras online.

Caracterizada por uma linguagem poética e simbólica, repleta de alusões literárias e filosóficas que enriquecem a leitura, e com influências de autores clássicos e contemporâneos, o livro propõe uma leitura não linear.

Notas de rodapé e marginais oferecem perspectivas adicionais e contextos alternativos, permitindo que o leitor construa sua própria interpretação da história.

É uma publicação ideal para quem busca uma compreensão mais profunda da condição humana e das múltiplas facetas da lucidez e da loucura. Com 531 páginas, o livro foi publicado pela Ases da Literatura e pode ser adquirido pelo site Um Livro.

A obra

Livro “Errantes do pensamento: O segredo de Poggio: uma rapsódia filosófica” traz reflexões acerca da condição humana.

Livro “Errantes do pensamento: O segredo de Poggio: uma rapsódia filosófica” traz reflexões acerca da condição humana.

Ao misturar elementos de reflexão, história e fantasia, “Errantes do pensamento: O segredo de Poggio: uma rapsódia filosófica” explora as complexidades da existência por meio da história de Urbano.

A história do neurocirurgião é o fio condutor da trama. Ele e os colegas de faculdade, Asmin e J., conhecidos como o “trio da neuro”, divagam sobre as curiosidades da vida, questionam verdades e até mesmo a forma de atuação da medicina.

Depois de passar por um acidente, o então profissional se torna paciente do complexo hospitalar em que trabalha e passa a ver situações e comportamentos que antes não percebia.

Isso o faz repensar e mudar o seu antigo modo de ser. Escrever, o que ele chama de narrativa terapêutica, o ajuda nessa busca do básico e do que deixou de ser.

As lembranças de situações passadas, os relacionamentos construídos – ou retomados de outra forma – no período de internação e depois no início da sua volta às atividades, os diálogos profundos com outros personagens, bem como as histórias de vida deles, mostram a complexidade e relativizam o significado da existência humana.

Entre os novos encontros, está Poggio, que, assim como Urbano, busca um sentido para o existir. Ao conversar com o internado e saber mais sobre ele, o médico acaba por se reconhecer.

Dividido em três partes, o livro começa com “Troia Destroçada ou os Des-Troiados”, onde o protagonista inicia sua jornada introspectiva, revivendo memórias e enfrentando suas próprias contradições internas.

A segunda parte, “A Nau do Não ou Uma Neo-Nau Colonial de Insanos Controlados”, leva Urbano a uma viagem metafórica e literal pelos mares de sua consciência, confrontando figuras e ideias que moldaram sua visão de mundo.

Finalmente, “Ancoradouro e Orlas Mentais – Bordas Lúcidas” conclui a jornada com uma série de diálogos reveladores e introspecções que solidificam a transformação de Urbano.

O Autor

Nascido em 17 de agosto de 1968 em São Paulo, Álvaro Alberto Azevedo Fernandes se formou em Medicina pela Instituição Lusíadas, em 1992. Frequentou também outras graduações – Letras (USP – 3 anos), Direito (Inst. Toledo – 3 anos), e Filosofia (Unisinos – 3 anos).

Atualmente exerce o Cargo de Diretor Técnico do Hospital de Pronto Socorro de Canoas, Rio Grande do Sul. Desde a juventude é atraído pela literatura, sendo um ávido leitor e escritor independente.

Em 2024 passou a integrar (por um período de 3 anos) a equipe da Editora Ases da Literatura. “Errantes do pensamento: O segredo de Poggio: uma rapsódia filosófica” marca sua estreia como autor.

Continuar a ler

Cultura

Secretaria da Cultura lança Prêmio Minuano de Literatura 2024

Redação

Publicado

em

A Secretaria da Cultura (Sedac) lançou o Prêmio Minuano de Literatura de 2024. Voltado à valorização e à promoção da literatura sul-rio-grandense, o concurso reconhece publicamente autores nascidos ou residentes no Rio Grande do Sul e editoras sediadas no Estado.

Livros publicados em primeira edição nos anos de 2022 e 2023 podem concorrer. Serão premiadas as melhores obras em cinco categorias: narrativa longa, narrativa curta, poesia, infantil e juvenil e não-ficção.

Cada vencedor receberá um troféu e R$ 5 mil, com exceção daquele que, entre os vencedores, for eleito Livro dos Anos 2022 e 2023, que ganhará R$ 10 mil. No total, são R$ 30 mil em prêmios.

“O Prêmio Minuano de Literatura tem o objetivo de fortalecer os vínculos de escritores gaúchos de todas as regiões do Brasil com o Rio Grande do Sul. Ele foi reformulado, no último ano, para que fosse possível incluí-lo no orçamento da Sedac, de modo a garantir uma premiação em dinheiro para os vencedores e também conectá-lo às demais políticas públicas do Departamento do Livro, Leitura e Literatura”, explica a titular da pasta, Beatriz Araujo.

Lançada em 2018, a premiação retorna para sua sexta edição, após uma pausa em 2023. Ela é organizada pelo Instituto Estadual do Livro (IEL), da Sedac, e as inscrições estão abertas até 24 de julho, por meio de formulário on-line.

O anúncio das obras vitoriosas será feito em cerimônia que será realizada em 5 de dezembro. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail iel@sedac.rs.gov.br ou pelo telefone (51) 3314-6450.

Continuar a ler
publicidade

Destaques

Copyright © 2023 Jornal Timoneiro. Developed By Develcomm