Mais de três mil estabelecimentos foram fiscalizados durante a pandemia

Somente entre os meses de março e julho deste ano, foram efetuadas 3.164 fiscalizações, 347 notificações e 30 interdições em estabelecimentos de todos os bairros de Canoas com o objetivo de garantir o cumprimento das medidas decretadas para combate à pandemia do novo coronavírus.

Monitoramento

O monitoramento é realizado de forma integrada entre as secretarias municipais de Desenvolvimento Econômico (SMDE), da Saúde (SMS), da Segurança Pública e Cidadania (SMSPC), de Meio Ambiente (SMMA) e de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SMDUH).

O titular da SMSPC e um dos coordenadores do Grupo Integrado de Fiscalização (GIF), Alberto Rocha, ressalta que as fiscalizações funcionam de modo semelhante às Operações Integradas, implementadas há mais de três anos na cidade. “Na mesma linha das já concretizadas operações, contamos com o apoio da Guarda Municipal, Brigada Militar e Polícia Civil que fazem rondas nos diversos quadrantes e atendem as denúncias dos moradores de Canoas para identificar e punir os comerciantes que não estejam cumprindo as determinações do executivo”, afirma.

Prefeito reforça cuidado

Segundo o prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato, a população canoense tem demonstrado cada vez mais ciência da gravidade que é a pandemia e colaboração no cumprimento das medidas se faz essencial para que não haja maiores limitações no município. “O comércio local aos poucos colhe os frutos das providências tomadas desde a chegada do novo coronavírus, mas precisa continuar fazendo a sua parte para que possamos retomar a regularidade das nossas vidas o mais breve possível”, explica.

Denúncias

Para denunciar, os canoenses devem ligar para os seguintes telefones: 153, 0800.5101234 e (51) 3425.7681. A vigilância sanitária pode ainda ser acionada através do e-mail [email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here