Olegar Lopes: “Meu amigo Helias Fraga Peres foi pealado pela mortal Covid-19”

Olegar Lopes – Agenda Tradicionalista

O último galope

Está se tornando cada vez mais difícil a convivência com a Covid-19, não que algum dia tenha sido fácil, mas na última semana eu tive meu ponto de vista confirmado. Muitos criticam que as medidas de distanciamento social, usando como justificativa de que são contabilizadas somente as mortes provocadas pela Covid, que mortes por outras doenças, por conveniências de interesses políticos, não são publicadas.  A notícia de que pessoas amigas ou do nosso círculo de convivência se encontram hospitalizadas ou vieram a falecer contaminadas pela Covid comprova a gravidade dessa doença.

Aos incrédulos quanto à letalidade dessa peste que assola a humanidade, peço que a mesma seja vista como se apresenta – não vamos politizar e partidarizar essa peste que tem deixado tantas famílias enlutadas. Não critiquem por criticar ou por ser o presidente, o governador ou prefeito do partido político adversário do seu, por não simpatizar com o político que está à frente do governo, seja ele federal, estadual ou municipal.

No último sábado, dia 18 de julho, foi sepultado o tradicionalista amigo, ex-patrão do CTG Brazão do Rio Grande, Helias Fraga Peres, pealado pela mortal Covid-19. Conheci o Helias no movimento tradicionalista já tem uns vinte anos, ainda no CTG Raízes da Tradição. Helias foi patrão de CTG, dançarino – ele e a esposa Rejane – de danças tradicionais gauchescas e cavaleiro que, dançando ou no lombo do cavalo, se sentia feliz. Participava das cavalgadas da busca da Chama Crioula, do desfile Farroupilha e da Cavalgada do Mar, sempre levando a bandeira do Brazão.

Pois é, amigos, o Helias é mais um que, no seu último galope, foi pealado pelo Covid-19.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here