Conecte-se conosco

header-top

enchentes rio grande do sul
 







 

23/05/2024
 

Política

PCdoB Canoas aprova suas candidaturas para disputa de cadeiras na Câmara Municipal para próxima eleição

Redação

Publicado

em

PCdoB Canoas aprova suas candidaturas para disputa de cadeiras na Câmara Municipal para próxima eleição

Em convenção partidária, o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) de Canoas elegeu sua nova direção municipal e aprovou dois nomes para disputar a Câmara de Vereadores da cidade para o pleito de 2024.

O encontro, que ocorreu no sábado, 21, elegeu uma direção composta 50% por mulheres e 30% de negros e negras. Já os futuros postulantes às cadeiras do legislativo municipal foram: a jovem feminista, LGBT+ e moradora do bairro Niterói, Isabela Luzardo e o carnavalesco, antirracista, LGBT+ e morador da Vila Cerne, Sidiclei Mancy.

Análise dos últimos quatro anos

O início da conferência foi marcado pela fala do presidente municipal da sigla, Fábio Leivas, e da vice-presidenta, Isabela Luzardo. Ambos fizeram uma análise sobre as lutas que o partido representou nos últimos quatro anos, desde a construção do movimento Canoas Pelo Fora Bolsonaro, o Comitê Canoas Com Lula, a eleição de 2022, a vitória ao eleger duas deputadas negras – a deputada estadual Bruna Rodrigues e a deputada federal Daiana Santos, ambas com votações expressivas em Canoas, até a chegada da grande plenária da Federação Brasil da Esperança, que é formada pelos partidos PT, PCdoB e PV.

Demais presenças

O encontro também contou com a presença dos ex-deputados estaduais Raul Carrion, que apresentou a reflexão “O que é ser comunista?” através do tema “Palestina Livre” e Jussara Cony, que debateu a pauta dos trabalhadores e das trabalhadoras juntamente à pauta feminista.

A presença da deputada Bruna Rodrigues, que visitava outras cidades gaúchas nas conferências do PCdoB, também foi importante para discutir o viés das mulheres periféricas e das jovens mães que lidam com a falta de políticas públicas, especialmente para mulheres negras.

A vereadora do Partido dos Trabalhadores, Maria Eunice, também participou do encontro expressando apoio à luta dos comunistas, especialmente relembrando histórias na luta sindical.

A direção executiva estadual do partido também foi representada pela companheira Elis Regina, tesoureira do partido. Lucimar Gonçalves – cultura e liberdade.

Após a eleição da nova direção municipal, houve um ato político em homenagem a Laucimar Gonçalves, militante dos movimentos comunitário, negro e feminista, que veio a falecer no ano de 2020.

 

Política

Pedido de abertura do processo de impeachment de Jairo Jorge é rejeitado na Câmara

Redação

Publicado

em

Pedido de abertura do processo de impeachment de Jairo Jorge é negado na Câmara

Durante sessão ordinária na Câmara de Vereadores de Canoas, desta terça-feira, 21, uma denúncia pedindo a abertura do processo de impeachment do prefeito Jairo Jorge por “infração político-administrativa”, assinada pelo advogado Rodrigo Schimdt da Silva, foi incluída na Ordem do Dia.

Durante a votação, vereadores que defenderam a abertura do processo de impeachment citaram negligência do prefeito por falta ou demora nos avisos de evacuação de alguns bairros alagados em Canoas e do Hospital de Pronto Socorro na maior enchente da história da cidade.

Alguns dos vereadores que se mostraram contrários à denúncia alegaram que “o momento é de união e não de encontrar culpados”.

Não passou

Ao final da votação, foram 11 votos contrários e 7 a favor, com a abstenção do vereador Jefferson Otto – por parentesco com Jairo Jorge -, do presidente da Casa, Cris Moraes e de Gilson Oliveira.

Veja como votaram os vereadores canoenses 

Pedido de abertura do processo de impeachment de Jairo Jorge é negado na Câmara

Painel de votação

Continuar a ler

ENCHENTE RS

Adiamento das eleições municipais em debate no Rio Grande do Sul

Redação

Publicado

em

Adiamento das eleições municipais em debate no Rio Grande do Sul

Uma entrevista do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, a’O Globo, nesta segunda-feira, 20, levantou o debate sobre um possível adiamento das eleições municipais no Estado.

Mas, de acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), no momento não se cogita uma nova data para o pleito. Segundo Leite, a troca de governos neste momento dramático do Estado poderia “atrapalhar o processo de reconstrução das cidades”.

Discussão no Congresso Nacional

Conforme integrantes do TSE, esta discussão teria que passar pelo Congresso Nacional, pois o adiamento deve ocorrer mediante emenda constitucional. Ainda, que mesmo que tenham havido prejuízos nos municípios, a quantidade de urnas reservadas para as eleições é três vezes maior do que as necessárias.

Continuar a ler

Enchente 2024 Canoas

Vereadores aprovam criação de Fundo de Proteção e contratações temporárias em Canoas

Redação

Publicado

em

A Câmara de Vereadores de Canoas convocou os representantes legislativos para duas sessões extraordinárias na manhã sexta-feira, 17. Os dois projetos aprovados preveem ações para enfrentamento imediato, reparos em estruturas causados pela enchente e ações de longo prazo para prevenção e proteção das populações em áreas de risco.

Fundo de Proteção

O primeiro projeto institui o Fundo Municipal de Proteção e Defesa Civil (FUMPDEC). A proposta, encaminhada pelo prefeito Jairo Jorge, tem o objetivo de centralizar e gerenciar recursos destinados à Defesa Civil e ao Escritório de Resiliência Climática do município.

O fundo será constituído por fontes de recursos como dotações orçamentárias anuais e créditos adicionais; transferências de recursos da União, do Estado ou de outros municípios; doações, auxílios, contribuições e subvenções de entidades nacionais e internacionais; recursos de empréstimos externos e internos; partes da arrecadação de receitas próprias vindas de atividades econômicas e prestação de serviços; e a remuneração decorrente de aplicações financeiras da prefeitura.

De acordo com o texto, recursos do FUMPDEC devem ser utilizados para ações como:

  • Elaboração de planos de defesa civil, de contingência e de operações
  • Estudos sobre ameaças, vulnerabilidades e riscos
  • Elaboração de mapas de risco e de recursos institucionais
  • Implantação de sistemas de informação e monitoramento em defesa civil
  • Ações de prevenção, treinamento e educação
  • Capacitação de recursos humanos, incluindo voluntários e núcleos comunitários
  • Cadastramento de áreas e populações em situação de risco
  • Campanhas de conscientização, cartilhas e palestras
  • Organização de postos de comando e abrigos
  • Aquisição de bens de consumo e capital para ações de socorro e assistência
  • Pagamento de serviços, execução de obras ou fornecimento de bens em situações de emergência e calamidade pública
  • Pagamento de servidores públicos ou contratados por prazo determinado para atender situações de emergência e calamidade pública
  • Despesas com aquisição de uniformes e equipamentos de proteção individual e de trabalho
  • Custear ações de prevenção em áreas de risco de desastre

A proposta prevê controle contábil do FUMPDEC de forma semestral, com balancetes que demonstrem a movimentação dos recursos. Ao final de cada exercício, o novo órgão prestaria contas ao Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul (TCE-RS).

O fundo entra em vigor assim que a lei for sancionada. O texto aponta que os recursos do fundo não poderão ser contingenciados, exceto em casos de emergência ou calamidade pública, e serão depositados em conta corrente específica. É previsto também que os bens adquiridos com recursos do FUMPDEC serão incorporados ao patrimônio municipal.

Contratações temporárias

A segunda proposta aprovada nesta sexta é a que autoriza a contratação temporária de até 150 operários. A medida visa atender ao Estado de Calamidade Pública decretado pelo prefeito Jairo Jorge no dia 6 de maio.

A enchente atingiu 60% do território municipal, o que inundou cerca de 80 mil residências e deslocou 180 mil pessoas. Dados mais recentes apontam que ainda há quase 100 mil pessoas fora de suas casas na cidade. São cerca de 20 mil abrigadas em mais de 80 abrigos fornecidos pela Prefeitura, enquanto outras 77 mil se encontram em 7.648 abrigos voluntários.

Os operários que poderão ser contratados quando o projeto entrar em vigor terão regime de trabalho de 40 horas semanais. Essas contratações serão feitas por um período inicial de três meses, podendo ser prorrogadas por mais três meses, conforme a necessidade.

O recrutamento será realizado através de um processo seletivo simplificado. No momento da contratação, os candidatos deverão comprovar formação profissional adequada e atender às condições gerais para o exercício de função pública. Eles terão os seguintes benefícios:

  • Auxílio transporte
  • Décimo terceiro salário proporcional ao tempo de contratação
  • Férias anuais acrescidas de 1/3, proporcionais ao tempo de contratação
  • Jornada de trabalho de até 44 horas semanais
  • Repouso semanal remunerado, preferencialmente aos domingos
  • Remuneração de horas extras com adicional de 50%
  • Licença maternidade, paternidade e afastamentos por luto, conforme a CLT
  • Vinculação ao regime geral de previdência

O regime de trabalho poderá ser diurno, noturno, em turnos, plantões, incluindo feriados e finais de semana, conforme definido no ato da inscrição ou em cada contrato individual.

A remuneração dos contratados será equivalente à dos cargos públicos com funções similares. Na ausência de um cargo equivalente, será aplicado o piso salarial básico da categoria profissional correspondente ou, na falta deste, os valores de mercado para a atividade.

Continuar a ler
publicidade

Destaques

Copyright © 2023 Jornal Timoneiro. Developed By Develcomm

Canoas unida

Prefeitura de Canoas Adverte


Isso vai fechar em 20 segundos