Juro Zero: 2ª edição do programa será lançada na próxima segunda-feira, 24

A Louis Hamburgueria, no Bairro Fátima, foi uma das empresas beneficiadas na primeira edição / Foto Alisson Moura

Auxiliar os empreendedores que sofreram com os impactos da pandemia e fomentar a retomada da economia da cidade. Esse é o objetivo do programa Canoas Juro Zero, que terá a segunda edição lançada na próxima segunda-feira. A iniciativa visa facilitar o acesso de microempresários individuais (MEI) e microempresas a serviços financeiros, com menor burocracia na liberação de crédito. Os juros dos empréstimos serão subsidiados pela Prefeitura de Canoas. As inscrições vão de 24 de janeiro a 6 de fevereiro, no site da Prefeitura: canoas.rs.gov.br. A meta do programa é beneficiar até 5 mil empreendedores, que poderão pagar dívidas ou investir no seu negócio.

O subsídio será destinado a empresas com sede em Canoas, sem restrições de crédito, que possuem, no mínimo, 18 meses de existência e faturamento de até R$ 360 mil por ano. Os contemplados poderão realizar operações de crédito entre R$ 5 mil e R$ 10 mil, com o pagamento a ser feito em até 24 meses, com 60 dias de carência. A Prefeitura de Canoas vai arcar com os juros dos empréstimos dos contemplados.

Quem foi beneficiado na primeira edição foi o empresário Luis Borges, proprietário da Louis Hamburgueria, localizada no Bairro Fátima. Ele explica que o programa evitou o fechamento do seu negócio.

Segundo o proprietário da Tetzsom Produções, Gérson Luiz Eschberger, 58 anos, o programa Canoas Juro Zero garantiu a sobrevivência da sua empresa. “Como a gente vinha há um ano e meio parado, esse auxílio foi essencial para a nossa reabertura, para os cumprimentos dos contratos e para poder fazer investimentos. A gente até pensou em fechar as portas, mas a oportunidade do programa foi a luz que a gente viu no fim do túnel. Foi a nossa salvação”, ressaltou.

Minimizar os impactos da pandemia

O programa Canoas Juro Zero foi criado em abril de 2021 para auxiliar os empreendedores que sofreram com efeitos sociais e econômicos da pandemia. Na primeira edição, foram liberados mais de R$ 1,5 milhão aos empreendedores.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here