Canabarro Tróis filho: “Anjo e/ou demônio”

Canabarro Tróis filho

ANJO E/OU DEMÔNIO

O francês Emile Maximilian Paul Littré falava fluentemente em alemão, grego, latim, inglês e sânscrito. Outros davam provas maiores de sabedorias. Littré está na crônica pelo tamanho do sue currículo. Além dos conhecimentos já declarados, ele era lexicógrafo, filósofo, político, tradutor, positivista, linguista. Era ateu, o que pouco importa, pois o importante é fazer o que ele manda, mesmo sem receber ordem direta…

Eu queria, e ainda quero, saber como “funciona” um humano em sua passagem do bem para o mal. Também desejo saber como é possível alguém ser bom e ter um irmão mau, capaz de cometer crimes hediondos.

Quem sabe incluímos a ética o ensino fundamental?

Como quase todos os venenos das relações sociais nascem da ignorância, na cultura da fraternidade não está na solução? Se não conhecemos a nós mesmos, como conheceremos os semelhantes?

Curta e amarga

Nossa alma é uma bolha d’água, iluminada conforme nossos méritos. Meu irmão Ramã, feito bolha d’ água (iluminada com certeza) flutua por aí, no oceano dos escolhidos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here