Conecte-se conosco

header-top

enchentes rio grande do sul
 







 

29/05/2024
 

Nova Santa Rita

Conselho da Cidade aprova construção do novo Centro Administrativo

Redação

Publicado

em

Conselho da Cidade aprova construção do novo Centro Administrativo

Na noite de segunda-feira, 29, ocorreu a primeira reunião do Conselho da Cidade, abordando assuntos relevantes para a comunidade. O encontro, realizado no Centro de Eventos Olmiro Brandão, foi conduzido pelo prefeito Rodrigo Battistella, que apresentou o projeto do novo Centro Administrativo a ser construído em Nova Santa Rita.

Estrutura

O local escolhido para o Centro Administrativo está próximo à Avenida Santa Rita e terá uma área construída de 8 mil metros quadrados distribuídos em três andares, com mais de 100 vagas de estacionamento e um investimento de R$ 32 milhões.

Segundo a Gestão, além de expandir o centro da cidade, o espaço será moderno e trará economia significativa para a administração pública. O prefeito enfatizou a redução de gastos de mais de R$ 2 milhões por ano após a conclusão da obra e a mudança para o novo local.

Investimento

Battistella explicou as opções de financiamento para viabilizar o empreendimento, destacando propostas da Caixa Econômica Federal e do Badesul. A intenção era tornar o projeto conhecido e obteve a aprovação dos presentes.

Atualmente, a Administração paga em média R$ 100 mil de aluguel mensal, totalizando mais de R$ 1 milhão por ano. Com a nova estrutura, haverá economia nesse aspecto, além de um atendimento mais qualificado e eficiente para a população.

Escolha do imóvel

Durante a reunião, o prefeito apresentou 21 imóveis institucionais pertencentes ao poder público que estão sem utilidade, alguns deles ocupados irregularmente.

Rodrigo ressaltou que esses imóveis não têm serventia e, se vendidos, poderiam gerar mais de R$ 10 milhões em receita para a Administração. A maioria dos membros do Conselhão da Cidade autorizou a venda desses imóveis ou sua utilização como garantia bancária ou troca por áreas construídas.

O objetivo é construir duas novas escolas, um ginásio municipal e realizar a pavimentação de ruas na cidade.

Battistella também enfatizou que a construção do Centro Administrativo será uma referência para a comunidade e para a gestão pública, com arquitetura moderna e localização privilegiada.

A reunião foi marcada por duas horas intensas de discussões, apresentações de demandas e contou com a presença dos secretários de gestão.

Economia

Painéis solares começam a ser instalados em escolas municipais de Nova Santa Rita

Redação

Publicado

em

A Emef Hélio Fraga teve a instalação das primeiras placas de energia fotovoltaicas nas escolas municipais de Nova Santa Rita nesta quarta-feira, 22. Serão, ao todo, 190 painéis na instituição colocados num período de 10 a 20 dias.

Além dela, outras cinco escolas recebem os trabalhos. São elas:

  • Emef Campos Salles,
  • Emei Paulo Freire,
  • Emef Rui Barbosa,
  • Emei Vó Edith
  • Emef Álvaro Almeida

O serviço é realizado pela empresa Lopes Serviços de Instalação de Sistemas de Energia Solar Ltda., que venceu a licitação ao preço de R$ 910 mil.

O investimento, segundo a prefeitura, deve garantir economia de cerca de 50% da energia elétrica consumida, o que equivale a cerca de R$ 500 mil a menos de conta de luz por ano ao município. Dessa forma, em dois anos o investimento inicial já deve se pagar.

Continuar a ler

ENCHENTE RS

Sistema de identificação é implantado nos abrigos de Nova Santa Rita

Redação

Publicado

em

Os abrigos organizados pela Prefeitura de Nova Santa Rita para acolher as pessoas desalojadas pela enchente recebem um projeto piloto para a identificação e segurança das pessoas que estão nestes locais. A iniciativa foi desenvolvida por um grupo de voluntários da área de desenvolvimento de sistemas.

Os profissionais coletam dados sobre as pessoas que estão nos abrigos e distribuem pulseiras. Na coleta de dados os voluntários abastecem em uma planilha com informações como nome, idade, endereço, condições de saúde e principais necessidades de cada pessoa.

Estes dados são compartilhadas com as secretarias municipais envolvidas com o trabalho nos abrigos para o atendimento adequado.

As pulseiras devem permanecer sempre com a pessoa abrigada. Depois de feita a identificação, só entra no abrigo quem estiver com a pulseira. O objetivo é ter o controle de entrada e saída de pessoas, garantir a segurança e o bem estar dos acolhidos.

Segundo Daiane de Azevedo, coordenadora de tecnologia do Hospital Ernesto Dorneles e uma das voluntárias do projeto,  a iniciativa começou com uma demanda do abrigo da Ulbra, que está abrigando mais de 8 mil pessoas em Canoas. “Nos chegou esta demanda e a gente se uniu com outros desenvolvedores e criamos este sistema para identificação dessas pessoas, junto à identificação via pulseira.”

Em Nova Santa Rita, o projeto começou a ser implementado na sexta-feira, 10. Já são três abrigos com o sistema funcionando no município: EMEF Paulo Freire, Igreja Santa Rita de Cássia e EMEF Miguel Couto.

A implementação do projeto nos outros abrigos de Nova santa Rita segue durante a semana com os voluntários e o apoio logístico da prefeitura.

Continuar a ler

ENCHENTE RS

Linha de produção movimenta mais de 100 voluntários em abrigo de Nova Santa Rita

Redação

Publicado

em

Desde as 6h30min da manhã, os voluntários chegam ao Centro de Eventos Olmiro Brandão para iniciar a produção das refeições. São cerca de 100 voluntários por dia, envolvidos desde o café da manhã até a janta. As mais de 6 mil refeições são distribuídas entre as mais de mil pessoas alojadas em 11 pontos diferentes de Nova Santa Rita.

Eles se distribuem e se revezam entre descarregar doações, preparar alimentos, servir, embalar, inserir data e horário em cada marmita. Depois disso, ainda é necessário limpar os utensílios para a próxima refeição do dia.

Dona Lorena da Costa Leite, de 65 anos, residente do bairro Berto Círio, compartilha sua experiência: “Eu perdi minha casa e tudo dentro dela, mas estou aqui ajudando. Tenho um filho especial em Canoas; queria vê-lo com meus netos.”

“Independente do que aconteceu conosco, temos uma história. Eu perdi meu salão de beleza, mas estamos todos aqui para confortar quem precisa, com carinho,” diz Sandra Adames, de 58 anos, que também se voluntaria na cozinha do Centro de Eventos Olmiro Brandão após perder seu negócio na rua Mathias Velho, em Canoas.

A jornada continua até às 22h no Centro de Eventos Olmiro Brandão, com Rejane Bloedow de Castro, de 61 anos, funcionária da EMEF Hélio Fraga, também colaborando na produção das refeições: “Estamos aqui de coração, ajudando no acolhimento, aqui e nas escolas.”

Continuar a ler
publicidade

Destaques

Copyright © 2023 Jornal Timoneiro. Developed By Develcomm

Canoas unida

Prefeitura de Canoas Adverte


Isso vai fechar em 5 segundos