Estruturada rede de prevenção de violência contra as mulheres canoenses

Foto: Derli Colomo Júnior

O município de Canoas oferece uma rede de ajuda e proteção a meninas e mulheres em situação de violência. Entre os locais, destaca-se o Centro de Referência da Mulher (CRM) Patrícia Esber, que é referência estadual e nacional por ser uma das redes de atendimento mais completas do Rio Grande do Sul.

Segundo o Observatório de Segurança Pública de Canoas, o município não registrou casos de feminicídio no ano de 2018. “Embora os dados sejam positivos, o que demonstra a eficácia da rede, o nosso foco, agora, é com a prevenção da violência e capacitação ao trabalho de quem está em risco, por isso, queremos atuar junto às adolescentes, intensificando e melhorando nossos serviços”, completa a vice-prefeita.

Para a diretora de Políticas para as Mulheres, vinculada à Secretaria Municipal dos Direitos Humanos e Participação Social (SMDHPS), Ana Moraes, embora tenhamos uma robusta legislação em prol das mulheres vítimas da violência doméstica e familiar, enquanto não houver uma transformação cultural, os índices de violência vão continuar crescendo. “Os projetos que a Diretoria vêm desenvolvendo no município de Canoas, por meio de palestras, blitz educativa e demais campanhas institucionais visam a conscientização da sociedade de modo geral, na redução de toda forma de violência contra mulheres e meninas”, pontua Ana.

Locais de assistência à mulher em situação de violência

Diretoria de Políticas para as Mulheres – é o organismo municipal responsável por articular, coordenar e monitorar as políticas municipais para as mulheres. Os objetivos são eliminar todas as formas de violência e fortalecer a autonomia das mulheres, por meio da garantia do acesso a direitos e de oportunidades de qualificação para a inserção no mercado de trabalho.
Endereço: Rua Domingos Martins, 261, sala 806 – Centro
Telefone: (51) 3427-1902

Centro de Referência para Mulheres em Situação de Violência Patrícia Esber (CRM) – oferece um serviço de acolhimento e acompanhamento da mulher em situação de violência.
Endereço: Rua Siqueira Campos, 321 – Centro
Telefone: (51) 3464-0706

Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (DEAM) – é o órgão responsável por registrar e representar ao Judiciário contra o agressor.
Endereço: Rua Humaitá, 1120 – Marechal Rondon
Telefone: (51) 3462-6700

Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) – é um espaço de pronto atendimento a mulheres em situação de violência, junto à Delegacia.
Endereço: Rua Dr. Sezefredo Azambuja Vieira, 2.730 – Marechal Rondon
Telefone: (51) 34259015

Sala Lilás do Hospital Universitário – realiza atendimento médico às mulheres vítimas de violência sexual.
Endereço: Avenida Farroupilha, 8001 – São José
Telefone: (51) 3478-80000

Centro de Referência no Atendimento Infantojuvenil (CRAI) – inaugurado em maio de 2018, presta serviço multiprofissional a crianças e adolescentes com até 17 anos, vítimas de violência. No Rio Grande do Sul, além de Porto Alegre, apenas Canoas disponibilizará o atendimento no Hospital Universitário. O CRAI oferece uma assistência unificada de proteção integral e redução de danos, que evita a revitimização da criança ou adolescente em relação ao atendimento.
Endereço: Avenida Farroupilha, 8001 – São José

Casa Abrigo das Mulheres em Situação de Violência – é o local para onde as mulheres com risco iminente de morte são encaminhadas de forma temporária. O endereço do local é sigiloso.

Defensoria Pública de Canoas – presta assistência jurídica gratuita e solicita ao juiz medida protetiva às mulheres encaminhadas pela Delegacia da Mulher.
Endereço: Rua Coronel Marcelino, 25 – Centro
Telefone: (51) 3472-0366

Foro Central e Juizado especializado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher – é o órgão do Judiciário responsável pelo julgamento das medidas protetivas de urgência e dos casos de crime da Lei Maria da Penha.
Endereço: Rua Lenine Nequete, 60 – Centro
Telefone: (51) 3472-1182

Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim) – é o órgão fiscalizador e propositor das políticas públicas para as mulheres.
Endereço: Avenida Guilherme Schell, 6068 – Centro
Telefone: (51) 3476-4847