Conecte-se conosco

header-top






 

18/06/2024
 

Destaques

Fechamento de turno em escola causa indignação

Redação

Publicado

em

Está marcado na história da Escola Estadual Bartolomeu de Gusmão as diversas lutas, reivindicações e conquistas que a comunidade escolar passou nesses quase 80 anos de sua existência. Nas últimas semanas, uma notícia inesperada tem causado indignação e mobilização entre moradores, estudantes, pais de alunos, e professores: o possível funcionamento de um turno único na escola.

Histórico de lutas

Construída na década de 40, a escola Bartolomeu de Gusmão foi a primeira instituição de ensino do bairro Rio Branco, projetada para os filhos de funcionários da empresa Frigosul, situada no bairro, terem um lugar de fácil acesso para estudar. Em meados de 1995, a escola enfrentou grandes problemas na sua infraestrutura, como buracos nas salas de aula, teto desabando e paredes caindo, o que acarretou com a sua interdição. Depois de muita luta da comunidade escolar junto ao Governo do Estadual, ela foi reconstruída e nos anos 2000 voltou com as suas atividades.

Fechamento de um turno na escola

Na primeira quinzena de janeiro a diretora e professora há 15 anos na escola, Cristiane Pena, percebeu que as turmas do turno da tarde não estavam sendo homologadas pelo sistema usado para matriculas. Procurou a 27° CRE e foi informada que em 2020 deveria funcionar em turno único, por ordem do Departamento de Planejamento (DEPLAN) da Secretária de Educação do Estado (SEDUC).
“A notícia do fechamento do turno causou muita surpresa a todos. Num momento de férias escolar ainda… Foi estipulado, não foi consultada a comunidade, nem os professores”, completa a diretora.
As justificações usadas pelo poder público para a decisão é de que a escola tem poucos alunos. Segundo a diretora, são quase 300 alunos matriculados.
“Eles não olham para a realidade do bairro. Infelizmente nós perdemos muitas crianças e adolescentes para o mundo do crime. Em Canoas somos a única escola que está passando por isso”.

Revolta da comunidade escolar

Caso a escola funcione somente no turno da manhã, turmas de 1° ao 9° ano irão dividir as dependências. Para os pais será um problema, pois haverá uma mistura de faixa etária que afeta o bem estar e segurança de todos — até ano passado alunos até o 5º ano estudavam no turno da tarde e os demais na parte da manhã¬. Esse é uns dos diversos motivos relatados pela comunidade escolar.
“O que o governo tem que fazer ele não faz, que é cobrir a quadra da escola, pagar os salários dos professores. Esse ‘desgoverno’ não está defendendo a educação”, conclui uma das mães entrevistadas.
Os pais criaram um abaixo assinado digital na última terça-feira, 28, que já conta com mais de 3.000 assinaturas contra o fechamento do turno.

Continuar a ler

Destaques

Prefeitura de Canoas disponibiliza formulário para população se cadastrar no Auxílio Reconstrução do Governo Federal

Redação

Publicado

em

Prefeitura disponibiliza formulário para população se cadastrar no Auxílio Reconstrução do Governo Federal

Todos os canoenses que residem em regiões atingidas pela enchente já podem se cadastrar no formulário disponível pela Prefeitura, para terem acesso ao Auxílio Reconstrução do Governo Federal.

A iniciativa vai garantir R$ 5,1 mil diretamente à população, com pagamento realizado pela Caixa Econômica Federal, via PIX. O município cadastrou todos os CEPs das áreas afetadas. O programa não possui nenhum corte ou limitação de renda, nem a necessidade de inscrição no CadÚnico.

Os canoenses devem realizar o cadastro neste link.

Após o cadastro, a pessoa indicada como responsável deve acessar um sistema do Governo Federal, que será aberto na próxima segunda-feira (27/05), para confirmar o pedido. É necessário ter uma conta GovBr. Quem já possui conta na Caixa receberá o dinheiro diretamente nela. Para quem não tem, será aberta automaticamente uma poupança, onde será depositado o benefício.

No momento do cadastro, os canoenses devem preencher as seguintes informações:

– Nome completo e CPF do responsável da família;
– Nome completo e CPF de todos os outros membros da família;
– Endereço completo e CEP.
– Telefone de contato

*Após a inscrição, o morador deve assinar uma autodeclaração se responsabilizando pelas informações prestadas.

Continuar a ler

Destaques

DESASTRE NO RS: Total de mortos sobe para 83; 111 estão desaparecidos

Redação

Publicado

em

DESASTRE NO RS: Total de mortos sobe para 83; 111 estão desaparecidos

Na manhã desta segunda-feira, 6, um boletim divulgado pela Defesa Civil apontou que o número de mortos em decorrências das chuvas e enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul subiu para 83. Ainda estão sendo investigadas outras 4 mortes, e há 111 desaparecidos e 276 pessoas feridas.

De acordo os dados da Defesa Civil, 141,3 mil pessoas estão fora de casa, sendo 19,3 mil em abrigos e 121,9 mil desalojadas (na casa de amigos ou familiares). Ao todo, 345dos 496 municípios do estado registraram algum tipo de problema, afetando 850  mil pessoas.

Risco de inundação extrema

O nível do Guaíba, em Porto Alegre, está quase 2,30 metros acima da cota de inundação. Em medição realizada às 5h15min desta segunda-feira, 6, o patamar estava em 5,26 metros. O limite para inundação é de 3 metros.

Continuar a ler

Destaques

DESASTRE NO RS: Número de mortes chega a 66; Jairo Jorge afirma que dois óbitos ocorreram em Canoas

Redação

Publicado

em

DESASTRE NO RS: Número de mortes chega a 66; Jairo Jorge afirma que dois óbitos ocorreram em Canoas

Um boletim divulgado pela Defesa Civil na manhã deste domingo, 5, confirmou 66 mortes no Rio Grande do Sul por conta das fortes chuvas que assolam o Estado desde o último sábado, 27.

Outros seis óbitos já confirmados estão sendo investigados
, para verificar se têm relação com a tragédia; o prefeito de Canoas, Jairo Jorge, disse em entrevista a uma rádio gaúcha neste manhã que o município registrou duas mortes.

Em breve mais informações.

Continuar a ler
publicidade

Destaques

Copyright © 2023 Jornal Timoneiro. Developed By Develcomm