Estudantes de Medicina de todo país visitam Ambulatório LGBT

O Ambulatório LGBT de Canoas recebeu a visita de 24 estudantes de medicina de todo o Brasil. Eles vieram conhecer o trabalho que é executado no município no tratamento à comunidade LGBT, programa que é reconhecido no Estado pelo pioneirismo. O intuito do encontro foi sensibilizar os alunos sobre a importância do atendimento qualificado à população LGBT.

A visita foi organizada pela ONG International Federation of Medical Students’ Association, que reúne mais de 1,3 milhão de acadêmicos de medicina em mais de 130 países. A instituição é referência na formação de estudantes de medicina mais humanizados, com o objetivo de promover saúde e melhoria social. “Conscientizamos os estudantes sobre a importância de ter um olhar mais atento às demandas particulares da comunidade LGBT, que é uma carência na formação das universidades”, destacou o médico Bebeto Azevedo.

Inaugurado em 2017, o Ambulatório faz parte da política municipal de Atenção Integral à Saúde da População LGBT, que busca o respeito aos direitos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais enfrentando o estigma, o preconceito e a discriminação. Com o programa, Canoas ampliou o acesso deste público aos serviços de saúde, ao mesmo tempo em que capacitou os profissionais para o atendimento humanizado. “Nosso intuito não foi criar um serviço segregado, mas um braço das políticas de saúde pública que atua em rede”, destaca Jaqueline Batista, responsável para política de Atenção Integral à Saúde da População LGBT.

O ambulatório LGBT de Canoas atende junto ao Centro de Especialidades Médicas (Rua Brasil, 438 – Centro) e oferece atendimentos individuais e coletivos e grupos de família.