Conecte-se conosco

header-top






 

18/06/2024
 

Cultura

Banrisul anuncia medidas de apoio ao setor cultural gaúcho

Redação

Publicado

em

Banrisul anuncia medidas de apoio ao setor cultural gaúcho - Foto: Dion Cosetin/OT

Na tarde desta sexta-feira, 7, o Banrisul anunciou uma série de medidas para apoiar as instituições culturais do Centro Histórico de Porto Alegre que foram atingidas pelas enchentes do Rio Grande do Sul.

O ato foi realizado nas dependências do Museu de Artes do RS (MARGS), que também teve sua estrutura inundada e obras afetadas pela cheia do Lago Guaíba.

Recuperação de Prédios Culturais

Doação de R$ 15 milhões para recuperação dos prédios culturais:

– Museu de Artes do RS (MARGS)
– Museu Estadual do Carvão (Arrio dos Ratos/RS)
– Casa de Cultura Mário Quintana (CCMQ)
– Museu de Comunicação Hipólito José da Costa (MUSECOM)
– Memorial do Rio Grande do Sul
– Orquesta Sinfônica de Porto Alegre (OSPA

Programa Banrisul de Patrocínios

Edital complementar de patrocínios, no montante de até R$ 5 milhões, exclusivamente para projetos culturais.

  • Segmentos: artes plásticas, cinema, circo, dança, exposição, festival de música, fotografia, literatura, música, orquestra, teatro e outros.
  • Proponentes dos projetos devem ter sede em municípios gaúchos.
  • Os eventos devem ocorrer no Rio Grande do Sul até o final de 2024.
  • Inscrições ainda no mês de junho.

Projetos Culturais

Realização do espetáculo “O Grande Encontro: música dos gaúchos”: turnê itinerante que inicia em setembro, na Praça da Anfândega, e percorre sete cidades do interior do Estado com apresentações gratuitas em espaços públicos.

Patrocínios confirmados:

  • RS Música Urgente no Palco – Theatro São Pedro (06/2024)
  • Festival de Artes – nome provisório (07/2024)
  • Caravana Solidária de Mãos Dadas (07/2024)
  • Festival de Cinema de Gramado (08/2024)
  • Feira do Livro de Porto Alegre (11/2024)
  • Bienal do Mercosul (2025)

O ato contou com a presença do Governador Eduardo Leite e da secretária de Cultura do Estado, Beatriz Araújo.

Cultura

Secretaria da Cultura lança Prêmio Minuano de Literatura 2024

Redação

Publicado

em

A Secretaria da Cultura (Sedac) lançou o Prêmio Minuano de Literatura de 2024. Voltado à valorização e à promoção da literatura sul-rio-grandense, o concurso reconhece publicamente autores nascidos ou residentes no Rio Grande do Sul e editoras sediadas no Estado.

Livros publicados em primeira edição nos anos de 2022 e 2023 podem concorrer. Serão premiadas as melhores obras em cinco categorias: narrativa longa, narrativa curta, poesia, infantil e juvenil e não-ficção.

Cada vencedor receberá um troféu e R$ 5 mil, com exceção daquele que, entre os vencedores, for eleito Livro dos Anos 2022 e 2023, que ganhará R$ 10 mil. No total, são R$ 30 mil em prêmios.

“O Prêmio Minuano de Literatura tem o objetivo de fortalecer os vínculos de escritores gaúchos de todas as regiões do Brasil com o Rio Grande do Sul. Ele foi reformulado, no último ano, para que fosse possível incluí-lo no orçamento da Sedac, de modo a garantir uma premiação em dinheiro para os vencedores e também conectá-lo às demais políticas públicas do Departamento do Livro, Leitura e Literatura”, explica a titular da pasta, Beatriz Araujo.

Lançada em 2018, a premiação retorna para sua sexta edição, após uma pausa em 2023. Ela é organizada pelo Instituto Estadual do Livro (IEL), da Sedac, e as inscrições estão abertas até 24 de julho, por meio de formulário on-line.

O anúncio das obras vitoriosas será feito em cerimônia que será realizada em 5 de dezembro. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail iel@sedac.rs.gov.br ou pelo telefone (51) 3314-6450.

Continuar a ler

Cultura

Netflix doa R$ 2 milhões para trabalhadores do setor audiovisual atingidos pelas enchentes no RS 

Redação

Publicado

em

Netflix doa R$ 2 milhões para trabalhadores do setor audiovisual atingidos pelas enchentes no RS 

Trabalhadores do audiovisual residentes em municípios do interior do Rio Grande do Sul, que, de alguma forma, foram afetados pelas enchentes do mês de maio serão contemplados por uma doação de R$ 2 milhões da empresa Netflix.

A iniciativa, batizada de Ação Audiovisual RS, será conduzida e gerenciada pela FUNDACINE (Fundação Cinema RS), entidade com 25 anos de atividades, que ficará responsável pela operacionalização dos repasses financeiros aos profissionais gaúchos, incluindo os situados na Capital.

Cadastro 

O cadastro de candidatos ao auxílio em dinheiro deve ser efetuado entre os dias 04 e 25 de junho, através de formulário online (disponível no site www.fundacine.org.br pelo link  https://forms.gle/7VE4v6h9b6Hp2z567).

Em caso de acesso limitado à internet, também é possível entrar em contato pelo telefone (51) 99580.0624, através do WhatsApp.

Sobre o benefício 

O benefício é destinado a profissionais e trabalhadores da indústria audiovisual, televisiva ou cinematográfica que atuem no segmento há pelo menos 12 meses, e que tenham sido comprovadamente afetados pela tragédia climática que assolou o Estado recentemente.

“São centenas de trabalhadores do audiovisual elegíveis aos repasses, incluindo quem opera por trás das câmeras, em todas as funções, incluindo eletricistas, marceneiros, técnicos e especialistas em catering; e exerce a atividade à frente delas (como atrizes e atores)”, destaca o diretor da FUNDACINE, Beto Rodrigues.

O dirigente observa que a prioridade será dada a quem atua por projeto e teve sua rotina diretamente afetada pelas enchentes.

“Isso inclui integrantes da cadeia produtiva do audiovisual (como motoristas de van, videomakers, realizadores independentes, técnicos e fornecedores) que tiveram suas moradias atingidas, perderam equipamentos de trabalho ou tiveram filmagens canceladas, por conta do ocorrido, não somente na Capital, mas em todo o interior do Rio Grande do Sul”, reforça.

Pagamentos  

Os pagamentos do benefício estão programados para iniciar no final de junho e se estendem até a primeira quinzena de julho.

Profissionais do segmento que já responderam e preencheram os requisitos necessários do questionário da iniciativa Futuro Audiovisual RS – uma coalizão formada por SIAV, APTC, Macumba LAB, Instituto Akamani, ACCIRS e FUNDACINE, além de colaboradores nacionais como a APRO, API, BRAVI e Academia Brasileira de Cinema – serão automaticamente considerados para os repasses viabilizados a partir dessa doação.

Apoio 

A Ação Audiovisual RS conta com o apoio do Ministério da Cultura, responsável por conectar a instituição local à Netflix, empresa doadora dos recursos.

“Estamos empenhados em contribuir de diferentes maneiras para a recuperação do Rio Grande do Sul”, comenta o secretário executivo do Ministério da Cultura (MinC), Márcio Tavares.

“Nas tratativas com a iniciativa privada, indicamos a FUNDACINE como instituição mais habilitada a receber o aporte e encaminhar o processo de destinação de recursos aos afetados pelas enchentes”, pontua.

“Estamos trabalhando junto a várias entidades e instituições ligadas ao audiovisual de forma dedicada para que, enquanto enfrentamos essa crise, os profissionais do audiovisual não fiquem desassistidos”, destaca Rodrigues.

Segundo ele, mais empresas podem se juntar a este movimento e fazer doações à FUNDACINE ou ao programa Futuro Audiovisual RS.

 

 

Continuar a ler

Cultura

Sesc/RS lança iniciativas de incentivo ao setor cultural após as enchentes

Redação

Publicado

em

O Sesc/RS lança, nesta semana, um conjunto de iniciativas de incentivo à retomada do setor cultural frente às consequências das enchentes que assolam o Estado desde o fim de abril.

A partir da quinta-feira, 6, uma convocação pública nomeada como “Nossa Arte Circula RS” receberá inscrições de artistas de circo, teatro, dança, música e literatura para uma série de circuitos culturais que serão realizados em diversas cidades gaúchas.

No sábado, dia 8, o “Recomeça Teatro”, no Sesc Alberto Bins, em Porto Alegre, inicia uma programação de espetáculos porto-alegrenses e da Região Metropolitana, com ingressos solidários para arrecadar doações para a classe artística.

Além disso, o espaço cultural do Sesc na Capital Gaúcha também abre, no dia 10, um edital de ocupação, com 90% do valor da bilheteria arrecadada nas apresentações garantido para os contemplados.

“Além de proporcionar momentos de compartilhamento e reflexão por meio da arte e seu poder transformador, queremos gerar renda para os profissionais da área cultural e estimular a economia do Estado pois, especialmente nos circuitos pelo interior, estes grupos utilizarão serviços, hospedagem, alimentação e transporte nas cidades, contribuindo para a sustentabilidade das regiões”, aponta a gerente de Cultura do Sesc/RS, Luciana Stello.

As iniciativas integram o projeto “Tchê Acolhe”, criado pelo Sistema Fecomércio-RS/Sesc/Senac que, através de ações nas mais diversas áreas, objetiva auxiliar o povo gaúcho neste momento de dificuldades.

As inscrições para o edital do “Nossa Arte Circula RS” vão do dia 6 ao dia 17 de junho, e os resultados devem ser divulgados já no dia 27.

Sessenta atrações serão selecionadas e divididas nos circuitos, que contemplarão 30 cidades do interior gaúcho. Cada circuito será fechado com três cidades, composto por duas atrações de artes cênicas, duas de música e duas atividades de literatura.

A programação, por município, ocorrerá num mesmo dia, com entradas gratuitas para o público.

Em agosto, as primeiras cidades a receber o projeto são Passo Fundo, Erechim e Frederico Wesphalen. Na segunda etapa, será a vez de Cruz Alta, Ijuí e Santo Ângelo.

Até dezembro, acontecerão circuitos em Alegrete, Uruguaiana, São Borja, São Luiz Gonzaga, Santa Rosa, Três de Maio, Lajeado, Carazinho, Palmeira das Missões, Venâncio Aires, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Canoas, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Montenegro, Gravataí, Camaquã, Rio Grande, Pelotas, Bagé, Farroupilha, Caxias do Sul e Vacaria.

Artistas profissionais, representados por pessoa jurídica, residentes do Rio Grande do Sul, interessados em participar devem se inscrever através do formulário https://forms.gle/To6Q8P7zFimKY52j7. Não são aceitos espetáculos ou apresentações inéditas.

No momento do cadastro, é necessário preencher informações sobre o espetáculo, especificações técnicas, histórico dos artistas, dentre outros dados. No caso da música, a inscrição é para duplas ou grupos de até seis participantes.

Já no caso da literatura, é possível enviar propostas de performances literárias, mediações de leitura e oficinas.

As apresentações de artes cênicas precisam ser enviadas em vídeo para avaliação, que será realizada por colaboradores do Sesc/RS.

Divididas na agenda de circuitos, cada atração selecionada participará, ao todo, de três apresentações.

O cachê, custos de produção, divulgação, transporte e hospedagem são mantidos pelo Sesc/RS.

O edital completo pode ser consultado no site www.sesc-rs.com.br/convocatoria-nossa-arte-circula. Dúvidas podem ser sanadas pelo e-mail artesescrs@sesc-rs.com.br.

Continuar a ler
publicidade

Destaques

Copyright © 2023 Jornal Timoneiro. Developed By Develcomm