Conecte-se conosco

header-top



 




 

20/05/2024
 

Cultura

Segunda edição da Marcha Trans reúne militantes, famílias e simpatizantes em Canoas

Redação

Publicado

em

O início da semana foi marcado pela realização da II Marcha Trans de Canoas, que ocorreu na tarde da segunda-feira, 8. A atividade contou com uma concentração no Calçadão de Canoas desde as 14 horas, onde foram criados cartazes de apoio ao movimento trans no município. O objetivo do evento é dar visibilidade às pautas e demandas da população travesti, transexual e transgênero.

De acordo com a presidente do Conselho, Jeaniffer Alves de Souza, a atividade buscou conscientizar sobre as violências sofridas por essa população e seus direitos. “Em um primeiro momento lutamos pelo funcionamento do Ambulatório T, que foi uma grande conquista para a população trans. Porém, começamos o ano com a falta de medicamentos, que só conseguimos resolver agora”, salientou.

Para Jorge Rosiak, 34 anos, homem trans e ativista do movimento em Canoas, a marcha é muito importante para o segmento. “Estamos aqui para lutar pela saúde, segurança e empregabilidade, que são pontos importantes na luta pelos direitos da população trans”, reforçou.

Com gritos de “a nossa luta é todo dia, por mais direitos e contra a transfobia”, o grupo se dirigiu até o Paço Municipal por volta das 17 horas. Lá ocorreu uma roda de conversa sobre direitos, saúde e empregabilidade trans.

Segundo o advogado especialista em direitos LGBTQIAPN+ e vice-presidente da Comissão da Diversidade Sexual e Gênero da OAB RS, Diego Cândido, o momento é uma forma de pensar nos direitos como uma construção social. “Os direitos da comunidade não estão previstos em lei, e isso nos traz uma grande insegurança jurídica. Se tornaram direitos pois foram previstos e decididos por meio do Poder Judiciário. Ou seja, a partir de uma decisão de um juiz, se estendeu para o restante da população. É necessário que se tornem leis”, afirmou.

A roda de conversa também contou com a participação do médico Fábio Rosa, que é o responsável pelo atendimento das pessoas que estão em processo transexualizador no Ambulatório T de Canoas; Chris Siberino, mulher trans, palestrante e que foi Miss Trans 2016 de Canoas; e Niel Venso, uma pessoa não binária e usuária do Ambulatório T. Além disso, estiveram presentes dezenas de militantes, simpatizantes, população trans e familiares.

Continuar a ler
Clique em Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Reunião discute ação da Guarda Municipal em evento de batalhas de rap em Canoas

Redação

Publicado

em

Representantes das secretarias de Segurança Pública, Cultura e Relações Institucionais, bem como a Coordenadoria da Juventude, reuniram-se nesta quinta-feira, 2 com os organizadores da Batalha Clandestina e do Movimento Hip Hop Brasil.

No encontro, foram tratadas as medidas para apurar o incidente envolvendo a atuação da Guarda Municipal no evento intitulado Batalha Clandestina, na noite de terça-feira, 30. Nas redes sociais, pessoas que costumam ir ao evento, que ocorre com frequência próximo a Estação Canoas da Trensurb, no Centro, aparecem em vídeos sendo expulsas do local e recebendo golpes de cassetete dos agentes.

Segundo os organizadores do evento, não foi a primeira vez que isso ocorre. No dia 19 de março, guardas municipais teriam feito abordagem semelhante, chegando ao local em múltiplas viaturas.

Na reunião, o secretário de Segurança Pública, Guilherme Pacífico, informou que foi aberta uma sindicância para apurar o episódio. “A Guarda Municipal está reunindo todos os vídeos da ação e vai ouvir todos os envolvidos. Tudo será amplamente apurado com rigor. Nosso governo defende a cultura.”

“A Secretaria de Cultura se compromete a trabalhar em conjunto com os organizadores para fortalecer essa cena artística e apoiar as suas atividades. Queremos que a cultura seja um ponto de união entre as pessoas e uma forma de expressão livre, sem medo ou repressão, do modo que sempre foi na nossa gestão”, salientou o secretário de Cultura, Eliezer Pacheco.

Na próxima semana será realizada uma reunião para instituir a comissão que irá tratar de futuras ações do movimento hip hop na cidade de Canoas. O deputado estadual Matheus Gomes (PSOL) esteve presente no encontro.

Continuar a ler

Cultura

Câmara dos Deputados aprova a Lei Taylor Swift para punição a cambistas

Redação

Publicado

em

Um projeto de lei para endurecer punições para aqueles que compram ingressos de grandes eventos para revender mais caro depois foi aprovado pela Câmara dos Deputados nesta semana.

O texto foi apelidado de Lei Taylor Swift por conta dos casos envolvendo os shows da conhecida cantora pop norte-americana no Rio de Janeiro e em São Paulo em 2023. Na ocasião, muitos cambistas compraram ingressos pela plataforma responsável pelas vendas e aplicaram preços exorbitantes, o que acendeu o debate nas redes sociais sobre o tema.

Segundo o texto, os ingressos deverão mostrar a data da compra e o valor final, incluindo eventuais taxas cobradas, caso o projeto seja sancionado pelo presidente Lula. Antes disso, o projeto ainda passa pelo Senado Federal.

Em caso de sanção, três novos crimes associados à prática dos cambistas serão tipificados no Código Penal e aplicados a todo tipo de evento que cobre pela entrada. São eles:

  1. vender, colocar à venda ou portar para venda ingresso por preço superior ao fixado pela entidade promotora do evento;
  2. fornecer, desviar ou facilitar a distribuição de ingressos mais caros;
  3. falsificar ingressos com o intuito de obter vantagem ilícita com a venda.

Além da multa, que pode variar entre 50 a 100 vezes o preço do item vendido de forma irregular, com preço diferente do original ou então falsificado, as penas de prisão atingem de 1 a 3 anos.

O projeto também prevê que indivíduos em posições privilegiadas que participam dos atos terão agravante na pena. Esse conceito inclui servidores públicos, diretores, administradores, gerentes ou funcionários das empresas que promovam, emitam, distribuam ou vendam os ingressos. Se forem pegos, as penas para eles sofrem aumento de 33 a 50%.

Já existia lei que tratava do cambismo como crime, mas ela abrangia apenas eventos esportivos, como partidas de futebol. Caso o projeto seja aprovado pelo Senado e sancionado pelo presidente Lula, a conduta será criminalizada para qualquer evento.

Continuar a ler

Cultura

Semana da Dança segue com programação até segunda-feira em Canoas

Redação

Publicado

em

O sexto dia de apresentações da 12ª Semana da Dança de Canoas celebrou a inclusãopara jovens portadores de deficiência. O Teatro do Sesc teve ampla lotação na tarde da quinta-feira, 25. Dez grupos de quatro escolas (três públicas e uma particular) participaram da programação, que segue com espetáculos gratuitos em espaços da cidade até a próxima segunda-feira, 29.

Para Vitória Titton, agente de cultura do Sesc, esta edição é exitosa sob vários aspectos. “A gente vê a evolução do evento e o crescimento do público e dos grupos envolvidos. A Semana é uma oportunidade para fomentar toda uma cadeia que gira em torno dessa iniciativa, valorizando profissionais que atuam dentro e fora do palco. Temos mais de 40 grupos na cidade, e a presença das escolas e de instituições privadas com seus próprios grupos é cada vez maior também”, avaliou.

A Mostra Estudantil e de Projetos Sociais contou com a participação do Grupo Amar Elo, com o espetáculo “Nossa Identidade é a Felicidade”, Pestalozzi Grupo de Dança (Quase Calmos, Nosso Feeling), Tereza Francescutti (Fearless x Antifragile Remix, Hypercunt, Michael Tribute, It’s ur on tape), Gomes Jardim Em Cena (O tempo, Estoque de brinquedos), Dancing JPS (Arte e movimento).

A temática condutora da programação deste ano é “Ancestralidade, Corpo e Memória”. Espetáculos e ações formativas são destinados para o público em geral e para profissionais da dança. A 12ª Semana da Dança de Canoas é promovida pelo Sesc, em parceria com o Colegiado de Dança e a Prefeitura Municipal.

Programe-se

Continuar a ler
publicidade

Destaques

Copyright © 2023 Jornal Timoneiro. Developed By Develcomm