Conecte-se conosco

header-top






 

18/06/2024
 

Saúde

Prefeitura de Canoas inaugura 10 novos leitos de UTI no Hospital Nossa Senhora das Graças 

Redação

Publicado

em

Prefeitura de Canoas inaugura 10 novos leitos de UTI no Hospital Nossa Senhora das Graças 

A atual gestão da Prefeitura de Canoas inaugurou 10 novos leitos de UTI no Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG). A placa da nova unidade Major Brigadeiro Dr. Carlos Santos Rocha, localizada no andar térreo, foi descerrada pelo prefeito em exercício Nedy de Vargas Marques, ao lado do secretário de Saúde, Jurandir Maciel e do diretor-geral do HNSG, Juliano da Silva. Com a nova Unidade, a instituição poderá aumentar a capacidade instalada de 20 leitos de UTI, que operam no segundo andar do HNSG, para 30 leitos de UTI.

Prefeitura de Canoas inaugura 10 novos leitos de UTI no Hospital Nossa Senhora das Graças 

Entrega de leitos – Foto: Vinicius Thormann

Conforme  Nedy, a meta é retomar o Mutirão de Cirurgias e terminar com as filas no menor tempo possível.

“Estamos fazendo todos os esforços para garantir o melhor atendimento de saúde para a comunidade. No início do mês, entregamos 31 novos leitos e hoje mais 10 para UTI, tudo 100% SUS”, frisa o prefeito. A montagem da nova Unidade de Terapia Intensiva representou um investimento de R$ 489.527,23 para os cofres públicos.

O secretário municipal de Saúde, Jurandir Maciel, destaca que as novas ocupações de UTI vão possibilitar que o Hospital Nossa Senhora das Graças passe a ser padrão ouro, conforme classificação do Ministério da Saúde. Essa nova Unidade de Internação vai garantir que a instituição passe a ter 10% de leitos de UTI do total de 314 do HNSG.

“O hospital opera com 80% de atendimentos SUS. Agora só dependemos da pactuação com o Governo do Estado para colocar os 10 novos leitos em funcionamento para a população”, salientou.

“Importantíssimo esse ato de entrega dos leitos de UTI. O Legislativo sempre vai estar ao lado do prefeito e da comunidade apoiando as melhorias para a saúde. O HNSG tem condições de realizar um atendimento de grande excelência”, pontuou o vereador Cezar Mossini.

O HNSG realiza atendimentos de alta complexidade nas áreas de neurologia, traumatologia e oncologia. Familiares do Major Brigadeiro Carlos Santos Rocha, que recebeu a homenagem nomeando a nova UTI, acompanharam a programação.

Carlos Santos Rocha

O doutor Carlos Santos Rocha, como era conhecido, foi um dos fundadores e diretor do Hospital Nossa Senhora das Graças. Ele faleceu em 28 de julho de 1976.

Saúde

Entenda como funciona a vacinação contra a pólio

Redação

Publicado

em

Símbolo da vacinação no Brasil, o personagem Zé Gotinha surgiu pela primeira vez no fim da década de 80, encabeçando a luta pela erradicação da poliomielite nas Américas. Na época, a doença, provocada pelo poliovírus selvagem, só podia ser prevenida por meio de duas gotinhas aplicadas na boca das crianças.

O esquema de vacinação atual, entretanto, vai além da vacina oral. Além disso, utiliza ainda doses injetáveis para combater a chamada paralisia infantil.

De acordo com esquema divulgado pelo Ministério da Saúde, as três primeiras doses contra a pólio são injetáveis e devem ser aplicadas aos 2 meses, aos 4 meses e aos 6 meses de vida, conforme previsto no Calendário Nacional de Vacinação.

Em seguida, devem ser administradas mais duas doses, conhecidas como doses de reforço, por via oral: uma aos 15 meses de vida e a última, aos 4 anos.

Por esse motivo, a orientação da pasta é que, anualmente, todas as crianças menores de 5 anos sejam levadas aos postos de saúde durante a Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite para checagem da caderneta e atualização das doses, caso haja necessidade.

Mesmo as crianças que estão com o esquema vacinal em dia, mas na faixa etária definida pela pasta, devem receber as gotinhas ou doses de reforço.

Campanha

Este ano, a Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite começou no último dia 27 e termina nesta sexta-feira, 14. Estados e municípios, entretanto, podem prorrogar a campanha em casos de baixa adesão.

A meta do Ministério da Saúde, conforme recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), é imunizar pelo menos 95% do público-alvo – cerca de 13 milhões de crianças menores de 5 anos.

Gotinha com dias contados

A partir de 2024, o Brasil passa a substituir gradativamente a vacina oral contra a pólio pela dose injetável, versão inativada do imunizante.

Com a mudança, a vacina injetável, já utilizada nas três primeiras doses do esquema vacinal contra a pólio, será disponibilizada também como dose de reforço aos 15 meses.

A segunda dose de reforço, até então administrada aos 4 anos, deixará de existir.

Em nota, o ministério reforçou que a atualização não representa o fim imediato das gotinhas, mas um avanço tecnológico para maior eficácia do esquema vacinal. A dose oral deve ser extinta após período de transição.

Casos

Dados do ministério indicam que, desde 1989, não há notificação de casos de pólio no Brasil. As coberturas vacinais contra a doença, entretanto, sofreram quedas sucessivas ao longo dos últimos anos. Em 2022, por exemplo, a cobertura ficou em 77,19%, longe da meta de 95%.

Continuar a ler

Saúde

Unidade de Saúde e Farmácia Básica CAIC, em Canoas, abrem para atendimento no sábado

Redação

Publicado

em

Unidade de Saúde e Farmácia Básica CAIC, em Canoas, abrem para atendimento no sábado

A Unidade de Saúde (US) e a Farmácia Básica CAIC estarão abertas neste sábado, 15. Na US, será oferecido atendimento médico e odontológico, além de vacinação geral.

O serviço funciona das 8h às 17h. Já na Farmácia, a população pode fazer a retirada de medicamentos, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Confira os endereços:

Unidade de Saúde CAIC
Rua 21 de Março, 100 – Guajuviras

Farmácia Básica CAIC
Rua 21 de Março, 100 – Guajuviras

 

Continuar a ler

Saúde

Hospital de Campanha ao lado do HU passará a operar no bairro Guajuviras

Redação

Publicado

em

Hospital de Campanha ao lado do HU passará a operar no bairro Guajuviras - Foto: Guilherme Pereira

O Hospital de Campanha que ficava ao lado do Hospital Universitário terá um novo endereço nos próximos dias.

Após reunião entre representantes do Ministério da Saúde e da Secretaria Municipal de Saúde, ficou acertado que a unidade passará a operar no bairro Guajuviras, tendo em vista uma redução nos atendimentos de 75%.

Equipes da Força Nacional do Sistema Único de Saúde (FN-SUS) farão a desmontagem da estrutura, que será levada para o novo espaço, onde será higienizada, desinfetada e reabastecida.

Mudança em breve

A reabertura deve ocorrer nos próximos dias. Será mantido o atendimento clínico e pediátrico por 24 horas.

Ao todo, desde 5 de maio, quando iniciou o funcionamento, o Hospital de Campanha da Força Nacional do SUS de Canoas atendeu 4,3 mil pessoas.

Continuar a ler
publicidade

Destaques

Copyright © 2023 Jornal Timoneiro. Developed By Develcomm