Editorial: “Precisamos ajudar as famílias que estão sem alimentos”

Crise da saúde

Ninguém pode ignorar, neste momento, que a pandemia, a aplicação das vacinas, o temor da sociedade, e as dificuldades financeiras do momento aumentaram a crise da saúde. Não se trata apenas do cuidado que cada cidadão tem que ter, evitando deslocamentos e o contato com seus semelhantes, mas também na realidade ocasionada pela falta de espaço nos hospitais, a falta de medicamentos, e a necessidade de cada um ter que operar o seu trabalho para garantir o seu sustento e da sua família.

Ninguém pode ignorar, neste momento, que milhares de pessoas estão com dificuldades de conseguir alimentação. Alguns chefes de família procuram nas ruas, ou nas entidades que trabalham com caridade, a possibilidade de obter algum rancho ou alguns alimentos para os filhos e demais familiares.

Milhares de pessoas estão direcionando o seu trabalho e sua dedicação com o objetivo de participar de movimentos que buscam cestas básicas ou partes de alimentos para manutenção de famílias que não possuem emprego ou renda ou meios de obtenção e carecem de possibilidades de sustento.

É necessário que neste momento estendamos nossos esforços e nossa dedicação para participarmos com estes grupos de cidadãos e cidadãs que estão buscando alimentos para auxiliar aos seus semelhantes.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here