Apoio de Sabin a Jairo provoca reações contrárias de apoiadores

Com a definição da ida de Busato e Jairo para o segundo turno das eleições municipais, as peças do jogo político se realinharam nesta semana. Enquanto alguns partidos decidiram pela neutralidade e outros pelo apoio a um dos candidatos, uma aliança teve efeito contrário ao desejado e causou um verdadeiro terremoto em uma das campanhas. Jairo, que foi do PT por mais de 30 anos, aceitou e elogiou o apoio da bolsonarista Simone Sabin. Com esse movimento, ele afastou tanto petistas, que agora se negam a votar em um candidato bolsonarista, quanto eleitores de Sabin, que estão declarando nas redes sociais que não vão acompanhar o voto da candidata.

Busato, por outro lado, recebeu o apoio de Capitão Nascimento (PSC) e também acabou beneficiado pelo posicionamento de Sabin. Diversos eleitores petistas que ainda enxergavam em Jairo uma liderança de esquerda e não estavam alinhados com a ideia de que o ex-prefeito traiu o PT ao trocar de partido, agora estão expressando descontentamento pela aproximação dele com a corrente bolsonarista. O movimento pode aumentar a rejeição de Jairo justamente com a esquerda. O candidato petista Nelsinho Metalúrgico também manteve a neutralidade, seguindo a posição do partido.

Piorando ainda mais a imagem da aliança firmada entre o ex-petista e a bolsonarista, o vice da chapa de Sabin no primeiro turno, Coronel Faccin, lançou dois vídeos em suas redes sociais, nos quais repudia o apoio dela a Jairo e anuncia que deixará o PRTB. Na publicação, Faccin afirma que Sabin informou que perguntou para todos, mas que ele não  votaria nunca no ex-prefeito Jairo Jorge. Além de Sabin, César Augusto (PRB) foi o único outro candidato a apoiar Jairo no segundo turno.

A neutralidade foi a posição adotada por Pablo Henrique (Psol), Ernani Daniel (Progressistas) e Camilo Bornia (Novo).

Campanha intensa

Nesta semana se iniciaram as ações de campanha do segundo turno das eleições municipais. Candidatos a vereador, eleitos ou não no dia 15, agora marcham ao lado dos candidatos a prefeito por todos os bairros. A presença de Busato e de Jairo também foi intensificada nas redes sociais, uma vez que além de suas páginas oficiais, eles tem também aparecido com frequência nas páginas dos apoiadores que antes estavam focados em suas campanhas ao Legislativo.

Primeiro turno

A apuração dos votos do primeiro turno da eleição para prefeito revelou que mais uma vez a pesquisa do Instituto Methodus não acertou em Canoas. O instituto apontava vitória de Jairo (PSD) no primeiro turno, quando na verdade o candidato alcançou cerca de 45,2% dos votos e irá para o segundo turno com Busato (PTB), que teve 34,48% dos votos válidos.

As campanhas dos candidatos Jairo e Busato, que disputam o segundo turno, possuíam entendimentos diferentes, enquanto Busato pregava em seu material de campanha a ocorrência do segundo turno, Jairo Jorge afirmava que ganharia ainda no primeiro. Ambos utilizavam pesquisas registradas no TSE para estas afirmativas.

Com a confirmação do segundo turno, os dois estão buscando apoios dos demais candidatos que também participaram do pleito.

Resultado geral da votação:

Camilo Bornia (Novo) – 5,43%

Nelsinho Metalúrgico (PT) – 4,63%

César Augusto (Republicanos) – 3,51%

Simone Sabin (PRTB) – 3,17%

Ernani Daniel (Progressistas) – 1,86%

Pablo Henrique (Psol) – 1,20%

Capitão Nascimento (PSC) – 0,5%

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here