Conecte-se conosco

header-top






 

15/07/2024
 

Gastronomia

ChocolaTCHÊ acontece em setembro em Canoas e receita será revertida em doações

Redação

Publicado

em

ChocolaTCHÊ acontece em setembro em Canoas e receita será revertida em doações

A segunda edição da ChocolaTCHÊ – Feira e Congresso de Confeitaria Artesanal do Rio Grande do Sul, promovida pelo Instituto Sul Doce, está confirmada para os dias 10 e 11 de setembro de 2024, no Centro de Eventos do ParkShopping Canoas.

Considerando o cenário do Estado, fortemente atingido pelas enchentes, o evento terá como tema “Passos para Recomeçar – Lute como uma Confeiteira” e a cidade de Canoas, muito impactada com a tragédia, foi escolhida como sede, representando este espírito de retomada.

Serão debatidos a cooperação, qualificação, geração de oportunidades e ajuda aos empreendedores, pela recuperação do setor.

Toda receita gerada pela ChocolaTCHÊ será revertida em doações

O mapeamento de quem será beneficiado com o repasse do valor arrecadado com a feira será feito por meio da Associação Gaúcha de Confeitaria Artesanal. Em breve, as inscrições estarão abertas e a programação divulgada.

O evento reunirá profissionais de sucesso na área, soluções criativas, tendências produtivas, rodadas de negócios, ações de capacitação, networking e, especialmente, histórias de superação após tudo o que aconteceu no RS.

“O lema do movimento nunca esteve tão em pauta e é um valor que sempre acreditamos: gostoso é crescer junto”, destaca Mariane Rehm, co-fundadora do Instituto Sul Doce.

Mariane complementa que o propósito é conectar o público presente com oportunidades reais.

“Tudo pelo desenvolvimento e maior reconhecimento dos negócios de pequeno porte. Valorizando o protagonismo dos profissionais do Sul e gerando transformação no mercado”, afirma.

A primeira edição, em 2023, teve mais de 800 participantes. Para este ano, são aguardados cerca de 1.200 visitantes por dia.

Gastronomia

Na Páscoa ou a qualquer hora: saiba como fazer bombons caseiros

Redação

Publicado

em

Na Páscoa ou a qualquer hora: saiba como fazer bombons caseiros - Foto: Willian Zarpelon / UniRitter

Receita do professor de Gastronomia da UniRitter Willian Zarpelon ensina as técnicas certas para a obtenção do melhor resultado:

Fazer produtos de chocolate em casa, além de gerar economia na Páscoa, pode ser muito prazeroso. São algumas vantagens durante o processo artesanal, como derreter, enformar, rechear, e, o principal, fazer tudo isso sentindo o aroma da matéria-prima.

Para que o processo dê certo, é necessário uma atenção especial à temperagem no derretimento da barra, uma das primeiras etapas de produção.

O chef Willian Zarpelon, professor de Gastronomia da UniRitter, explica quais as temperaturas ideais para cada tipo de chocolate e, de quebra, abre o seu caderno de receitas e ensina a fazer bombom de chocolate meio amargo com gotas de chocolate branco recheado com ganache de limão siciliano.

Vai ser difícil desagradar a alguém.

Ingredientes para a base do bombom:

  • 200g de chocolate meio amargo;
  • 50g de chocolate branco.

Ingredientes para a ganache de limão siciliano:

  • 250g de chocolate branco;
  • 100g de creme de leite;
  • 1 limão siciliano;
  • sal (pitada).

Temperagem do chocolate amargo e meio amargo

O processo de temperagem envolve três etapas: aquecer, resfriar e aquecer novamente.

Divida o chocolate em três partes iguais. Rale ou pique ⅓ e separe. Leve ⅔ ao microondas (de 10s em 10s para não queimar, até derreter de forma homogênea) ou aqueça em banho-maria, até atingir 45ºC.

No caso do banho-maria, deve-se ter o cuidado de não deixar a água ferver e não encostar o fundo da panela na água.

Após o aquecimento, acrescente o chocolate ralado ou picado e misture até ficar homogêneo e hegar na temperatura de 28°C. Retornar ao microondas (a cada 10s) ou banho maria e alcançar a temperatura de trabalho: 31°C.

Caso você escolha outros chocolates, seguem as temperaturas corretas para cada tipo nas três etapas do processo:

  • Ao leite: 42ºC, 27ºC e 30ºC.
  • Branco: 40ºC, 26ºC e 29ºC.

Nota do chef

Durante a temperagem, que pode ser realizada por meio de três técnicas (tablagem, adição e banho-maria), a manteiga de cacau do chocolate assume uma forma cristalina estável.

Isso garante um acabamento perfeito do produto com um brilho acetinado e uma quebra (som) deliciosa. Além disso, o chocolate contrai durante o resfriamento, o que facilita bastante para desenformar.

Modo de preparo (recheio)

  1. Fazer raspas da casca do limão.
  2. Aquecer o creme de leite no micro-ondas ou banho-maria com as raspas.
  3. Derreter o chocolate branco (de 10 em 10 segundos), com cuidado, para não queimar.
  4. Misturar todos os ingredientes até ficar homogêneo (pode-se utilizar o mixer ou liquidificador).

Modo de preparo (bombom)

  • Colocar o chocolate temperado em uma forma de bombom e virar, para escorrer o excesso.
  • Esperar secar e, logo após, realizar este processo mais duas vezes para tornar-se um bombom firme e com uma camada não tão fina.
  • Deve-se cuidar para não deixar a “casca” muito grossa.
  • Após, rechear com a ganache de limão siciliano e cobrir novamente com chocolate temperado, evitando o acúmulo e excesso de chocolate.
  • Cobrir (para evitar que o chocolate sue) e levar para geladeira até firmar.
  • Após firmado, virar a forma e remover os bombons, finalizando com gotas de chocolate branco derretido (preferencialmente, com o auxílio de um pincel para cozinha).
Bombons de chocolate meio amargo recheado de ganache de limão siciliano com gotas de chocolate branco - Foto: Willian Zarpelon / UniRitter

Bombons de chocolate meio amargo recheado de ganache de limão siciliano com gotas de chocolate branco – Foto: Willian Zarpelon / UniRitter

Após o degelo, os bombons estão prontos para serem saboreados!

Continuar a ler
publicidade

Destaques

Copyright © 2023 Jornal Timoneiro. Developed By Develcomm