Tradicional Bar Café Amadeu muda de proprietários

Foto: Encontro, anos atrás, mostra o Sr. Amadeu, falecido em 2018, apertando a mão do novo proprietário

Os empresários Gilberto Manfroi e Bruno da Silva são os novos proprietários, desde o último dia 9 de abril, do local onde funcionou o tradicional Restaurante Café Amadeu.

Nossa equipe conversou com Amadeu Leandro Mota, filho de Amadeu Mota – fundador, antigo dono do Café Imperial e figura respeitada na cidade -, que nos contou que houve um impasse em relação à venda: “Desde anos atrás, tenho recebido diversas ofertas, mas eu não conseguia me desfazer. Até que veio esta proposta de uma ótima negociação, e reconsiderei”, revelou Leandro.

Novas prioridades

Contrariando o que pensávamos quando iniciamos nossa conversa, o herdeiro de uma das marcas mais queridas dos canoenses nos confidenciou que o motivo da venda do local não tem haver com uma possível crise ocasionada pela pandemia. “Modéstia à parte, onde há o café Amadeu, há uma força inabalável”, contou rindo.

Conforme relatou Leandro, o principal motivo para a decisão de deixar o negócio foi o mesmo que fortaleceu a história do Bar: a família. “Com a quarentena, senti o gosto de ficar mais em casa, conhecer melhor meus familiares e descobrir uma nova vida, pois desde sempre, eu, meu pai, minha mãe e irmã só falávamos de trabalho, desde o início lá no Calçadão, e isso soma quase 25 anos da minha vida”.

Decisão difícil

A parte mais pesada quanto à negociação vem da relação com o pai, falecido em 2018. “O pessoal no dia da assinatura estava inseguro, claro. E foi bem difícil, principalmente por todo o carinho que recebi de Canoas, em nome do meu pai. Mas é vida que segue”, declarou confiante.

Espaço de homenagem

O novo empreendimento vai contar com um espaço de homenagem a Amadeu, ideia, segundo Leandro, que veio de Manfroi, que, além de cliente assíduo do lugar, foi amigo de seu pai. Como não poderia ser diferente, um canto especial no novo estabelecimento chamará Espaço Amadeu Mota, que terá fotos, objetos pessoais de Amadeu e até mesmo documentos originais.

Lembranças da infância

“Na minha infância, minha história predileta com o Café foi muito marcada por uma babá, a Juçara, que quando terminava o serviço na casa, cuidava de mim, e da minha irmã, e tinha que ir até o Centro, me levava com ela. Ali na travessia do trem, que era muito perigoso (quem parava o trânsito na época era o brigadiano Pelé, que fazia malabarismos), se tornava uma viagem mágica, que na verdade era apenas de um quarteirão, para chegar e ficar junto do meu pai”.

“Daria um livro”

“Lá de trás, da esquina do Calçadão, até 2005, aqui na Rua Fioravante Milanez, onde já era sócio, foi inevitável não acumular inúmeras histórias para contar, desde boas, até muito ruins, que certamente dariam um livro. O pior momento foi quando houve o homicídio dentro do bar, achei que tinha acabado, e por incrível que pareça, houve uma curiosidade das pessoas e as coisas melhoraram”.

Futuro

“Ainda não sei exatamente o que farei, vislumbro três opções, inclusive talvez vá para Portugal, onde tenho parentes, ou outros países, e ainda temos outro investimento em Santa Catarina. Mas ainda há muitas coisas para pensar”, disse o empresário, que afirmou não querer mais trabalhar no ramo de produção de alimentos por considerar duro e complicado.

Novo nome

Quanto ao nome, Mota foi taxativo ao dizer que a marca não tem preço, e nos contou que ela foi cobiçada por vários outros proprietários, mas que não há coragem, e também uma dose de ciúmes, em negociá-la, o que nos deixa com uma pergunta: Qual será o nome novo do local, que manterá até os mesmo funcionários?

Quase 60 anos de história

Generoso, Leandro contou com detalhes narrativas de clientes que o surpreendiam com atos em que o pai foi um verdadeiro herói ao ajudar muitos canoenses nos quase 60 anos de vivência comercial e pessoal na cidade. “Eu aprendi muito com o meu pai. Ele me dizia: tu podes ser pobre, mas a única coisa que vai ficar na tua vida é a tua palavra”, finalizou.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here