Projeto de músicos de rock realizará mini-turnê

O Arquivo Punk Rock do Sul irá promover entre os meses de julho e setembro uma mini-turnê em cinco cidades da Região Metropolitana. Canoas receberá o evento dia 21 de julho e contará com a participação de 22 bandas e diversos serviços gratuitos para o público.

O projeto surgiu como objetivo de arquivar as histórias dos músicos de rock da cena independente do Rio Grande do Sul.

Além das apresentações musicais, o evento contará com palestras de ativistas, com fala de empoderamento feminista, racial e homossexual. Também terá oficinas de pintura e grafitagem e ações sociais como corte de cabelo, serviço de barbearia, artesanato e brechó.  Haverá, também, arrecadação de alimentos não perecíveis e roupas, que posteriormente serão doados para instituições de caridades.

Para Lê Sisa, idealizadora do Projeto Arquivo Punk Rock do Sul, ações culturais como essa auxiliam o público na sua individualização. “O indivíduo se reconhece na cultura e na arte que absorve e se individualiza, encontrando sua identidade e conseguindo se posicionar melhor no ambiente em que ele vive”, conclui Lê.

Já Joe Cordeiro, baixista da banda Contra Todos e produtor de eventos do Arquivo Punk Rock do Sul, vê na arte uma forma de atingir o público em suas atitudes e no coleguismo entre as bandas, fortalecendo o cenário independente. Nas palavras de Cordeiro: “Acredito que a arte é o meio mais democrático de trazer independência intelectual e ideológica ao indivíduo”.

O evento também terá a divulgação do Projeto MÃO (Movimento Anti Opressão), que busca catalisar e divulgar a arte na Região Metropolitana , e foi formado por artista e fãs da cena alternativa do rock gaúcho. O grupo pretende ir mais longe e utilizar a música para discutir pautas importantes da sociedade atual.