Rosa Groenwald é exonerada da Secretaria da Saúde

 

Afastados de seus cargos desde dezembro, a secretária da Saúde Rosa Groenwald e o adjunto Marcos Ferreira foram exonerados nesta semana. O afastamento inicial ocorreu por orientação do Ministério Público Estadual, em decorrência da operação que investiga um esquema criminoso operado pelo Grupo de Apoio a Medicina Preventiva e à Saúde Pública (Gamp). A secretária e o adjunto foram afastados por serem os responsáveis pela fiscalização das atividades do Gamp.

Em nota, a Prefeitura justificou o motivo das exonerações só terem ocorrido após dois meses dos afastamentos: “A decisão que determinou o afastamento da então secretária da Saúde e adjunto, de 6 de dezembro de 2018, não informava se ambos deveriam ou não continuar recebendo remuneração. A Prefeitura de Canoas realizou consulta ao Poder Judiciário. A resposta da Justiça, recebida pelo Município em 31 de janeiro de 2019, esclareceu que os dois afastamentos são por tempo indeterminado e que a decisão sobre a manutenção do vínculo ficaria a critério do Executivo municipal”.

A administração municipal explicou que, diante disso, foi tomada a decisão pela exoneração de ambos e aberto processo administrativo, em análise na Procuradoria-Geral do Município, para avaliar se deve haver devolução dos valores recebidos entre o período de 6 de dezembro de 2018 a 31 de janeiro de 2019. Por enquanto, a secretária Patrícia Urrutigaray permanece como interina na Secretaria Municipal da Saúde.