Conecte-se conosco

header-top

enchentes rio grande do sul
 







 

29/05/2024
 

Destaques

Situação do Mercado de Trabalho em Canoas

Avatar

Publicado

em

Monique Mendes*
Simone Dutra*

A situação do mercado de trabalho está diretamente ligada à economia do país. Nos últimos dois anos o cenário incerto foi marcado por recessão, demissões e recuperação lenta do setor econômico brasileiro. Mas, para este ano, existe uma aposta na possibilidade de recuperação econômica do Brasil, consequentemente pode haver uma reação no mercado de trabalho formal.

Todos os meses a Universidade LaSalle por meio do Observatório Unilasalle: Trabalho Gestão e Políticas Públicas, coleta os dados apresentados pelos registros administrativos do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (CADEG) disponibilizados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e apresenta em forma de um documento a “ Carta do Mercado de Trabalho”, que está disponível para a comunidade em geral, no site da LaSalle.

A última avaliação divulgada em março de 2018 pelo Observatório mostra que o município de Canoas registrou um saldo líquido positivo entre admissões e demissões. No mês de fevereiro houve a ampliação de 73 postos de trabalho com carteira assinada.

Segundo o coordenador do Observatório UnilaSalle, doutor e economista Moisés Waismann,  ainda é cedo para falar sobre um cenário positivo no setor econômico. Ele diz que pode se falar em um mercado que parou de decair.

Para o Secretário do Desenvolvimento Econômico de Canoas, Rodrigo Schintzer, o cenário que se desenha para Canoas é positivo. “Mesmo em ano eleitoral e de Copa do Mundo, que podem retrair alguns setores do mercado, Canoas está abrindo portas para o crescimento”, pontua.

Segundo os dados apresentados na Carta do Observatório Unilasalle, o setor do comércio foi o que mais fechou postos:  671 trabalhadores foram contratados, mas 895 foram demitidos.  Conforme o Presidente do Sindicato dos Comerciários de Canoas, Antonio Fellini, essa situação precisa ser estancada. “A Inflação está galopante e a atual situação econômica do país são desfavoráveis para o setor do comércio”, afirma.

Desemprego em Canoas mantém média dos últimos anos

O Sine Canoas, agência pública e gratuita de empregos do governo, faz o encaminhamento de, em média, 3800 pessoas ao mercado de trabalho. São cerca de 250 pessoas por dia em busca de uma vaga ou pedido de seguro-desemprego.

Segundo o coordenador do Sine Canoas, Dunga Zanetti, “uma das maiores dificuldades na triagem e canalização é o desconhecimento por parte da população quanto ao serviço prestado e a documentação necessária”.

“As exigências quanto à qualificação e escolaridade aumentaram muito”, explica Adriana Schimitt, Técnica Administrativa.

O Timoneiro falou também com Daiane dos Santos. Sem emprego há um mês, ela foi à agência pedir o seguro-desemprego. “Metade da minha família está desempregada”, relatou Daiane.

Cenexant Florence, 25 anos, haitiana, é uma das pessoas que procuraram o Sine na manhã de terça-feira, 25, em busca de uma colocação no mercado de trabalho. No Brasil há dois anos, é a segunda vez que ela vai até a agência a procura de uma vaga de serviço doméstico. “Sou feliz no Brasil, eu não vou desistir, eu preciso trabalhar”, conta Florence.

A Agência FGTAS/Sine fica na Rua Ipiranga, 140 – Centro, Canoas. É necessário portar Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS)

 

 

 

Continuar a ler

Destaques

Prefeitura de Canoas disponibiliza formulário para população se cadastrar no Auxílio Reconstrução do Governo Federal

Redação

Publicado

em

Prefeitura disponibiliza formulário para população se cadastrar no Auxílio Reconstrução do Governo Federal

Todos os canoenses que residem em regiões atingidas pela enchente já podem se cadastrar no formulário disponível pela Prefeitura, para terem acesso ao Auxílio Reconstrução do Governo Federal.

A iniciativa vai garantir R$ 5,1 mil diretamente à população, com pagamento realizado pela Caixa Econômica Federal, via PIX. O município cadastrou todos os CEPs das áreas afetadas. O programa não possui nenhum corte ou limitação de renda, nem a necessidade de inscrição no CadÚnico.

Os canoenses devem realizar o cadastro neste link.

Após o cadastro, a pessoa indicada como responsável deve acessar um sistema do Governo Federal, que será aberto na próxima segunda-feira (27/05), para confirmar o pedido. É necessário ter uma conta GovBr. Quem já possui conta na Caixa receberá o dinheiro diretamente nela. Para quem não tem, será aberta automaticamente uma poupança, onde será depositado o benefício.

No momento do cadastro, os canoenses devem preencher as seguintes informações:

– Nome completo e CPF do responsável da família;
– Nome completo e CPF de todos os outros membros da família;
– Endereço completo e CEP.
– Telefone de contato

*Após a inscrição, o morador deve assinar uma autodeclaração se responsabilizando pelas informações prestadas.

Continuar a ler

Destaques

DESASTRE NO RS: Total de mortos sobe para 83; 111 estão desaparecidos

Redação

Publicado

em

DESASTRE NO RS: Total de mortos sobe para 83; 111 estão desaparecidos

Na manhã desta segunda-feira, 6, um boletim divulgado pela Defesa Civil apontou que o número de mortos em decorrências das chuvas e enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul subiu para 83. Ainda estão sendo investigadas outras 4 mortes, e há 111 desaparecidos e 276 pessoas feridas.

De acordo os dados da Defesa Civil, 141,3 mil pessoas estão fora de casa, sendo 19,3 mil em abrigos e 121,9 mil desalojadas (na casa de amigos ou familiares). Ao todo, 345dos 496 municípios do estado registraram algum tipo de problema, afetando 850  mil pessoas.

Risco de inundação extrema

O nível do Guaíba, em Porto Alegre, está quase 2,30 metros acima da cota de inundação. Em medição realizada às 5h15min desta segunda-feira, 6, o patamar estava em 5,26 metros. O limite para inundação é de 3 metros.

Continuar a ler

Destaques

DESASTRE NO RS: Número de mortes chega a 66; Jairo Jorge afirma que dois óbitos ocorreram em Canoas

Redação

Publicado

em

DESASTRE NO RS: Número de mortes chega a 66; Jairo Jorge afirma que dois óbitos ocorreram em Canoas

Um boletim divulgado pela Defesa Civil na manhã deste domingo, 5, confirmou 66 mortes no Rio Grande do Sul por conta das fortes chuvas que assolam o Estado desde o último sábado, 27.

Outros seis óbitos já confirmados estão sendo investigados
, para verificar se têm relação com a tragédia; o prefeito de Canoas, Jairo Jorge, disse em entrevista a uma rádio gaúcha neste manhã que o município registrou duas mortes.

Em breve mais informações.

Continuar a ler
publicidade

Destaques

Copyright © 2023 Jornal Timoneiro. Developed By Develcomm

Canoas unida

Prefeitura de Canoas Adverte


Isso vai fechar em 5 segundos