Olegar Lopes: “A imprensa rio-grandense completou 194 anos”

Olegar Lopes – Agenda Tradicionalista

Início da imprensa rio-grandense

A imprensa rio-grandense completou 194 anos nessa terça-feira, dia 1º de junho, desde a circulação do primeiro jornal impresso no Rio Grande do Sul o “Diário de Porto Alegre”, dia 1º de junho de 1827.

Foi o português Lourenço Júnior de Castro, comerciante em Porto Alegre e entusiasta da independência do Brasil, que fundou em 1º de junho de 1827 o jornal que deu início à imprensa do Rio-grandense, lançando o primeiro jornal do Rio Grande do Sul, “Diário de Porto Alegre”. Quando das lutas da independência, Lourenço foi nomeado Comandante da Polícia em 1826, ligado a linha dos “caramurus” e o jornal tinha a finalidade de refletir o pensamento do governo da Província.

Lourenço Júnior de Castro, homem de espirito combativo, usava o pseudônimo de Manuel Laster para publicar seus artigos. Logo se incompatibilizou com o presidente da província e terminou por desistir do seu jornal após um ano de circulação. Porém, abriu caminho para outros veículos de comunicação impressa na província. Foram veículos que tiveram intensa participação nos momentos que antecederam a Revolução Farroupilha. Foram jornais como “O Constitucional Riograndense” – 1828, “O Amigo do Homem e da Pátria” – 1829, “O Recopilador Liberal”, “O Vigilante” – 1830, “O Copilador em Porto Alegre” e o “Idade do Pau” do agitador Pedro José de Almeida, o Pedro Boticário, que circulou de 1833 a 1834. 

Fonte: Calendário Histórico Cultural do RS, caderno publicado pelo jornal ZH.

Administração Governador do Estado Rio Grande do Sul: José Augusto Amaral de Souza

Secretário de Cultura: Luiz Carlos Barbosa Lessa   

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here