Eleições 2020: Confira as medidas preventivas decretadas para o evento

Os mais de 200 mil canoenses aptos a votar nas eleições municipais deste ano devem encontrar mudanças no dia do pleito. Muitas delas para evitar aglomerações, que elevam o risco de transmissão do novo coronavírus.

As eleições deste ano foram adiadas em razão da pandemia. Com o novo calendário, aprovado em julho pela Câmara dos Deputados, o primeiro turno acontecerá em 15 de novembro. Já o segundo turno para o dia 29 de novembro.

Veja as possíveis mudanças para o dia da eleição

Eleição sem biometria

O processo não será utilizado nas eleições municipais de 2020. A justificativa é de que a identificação eletrônica dos eleitores gasta até 70% mais tempo do que o método analógico, o que poderia gerar mais aglomerações nas sessões eleitorais.

Horário de votação estendido        

O horário de votação nas Eleições Municipais de 2020 foi ampliado em uma hora. A intenção é garantir mais tempo para que eleitores votem com segurança e tentar reduzir as possibilidades de aglomeração nos locais de votação. Com isso, os eleitores aptos a participar do pleito irão às urnas de 7h às 17 horas.

O TSE definiu, por orientação da consultoria sanitária formada pela Fiocruz, Hospital Sírio Libanês e Hospital Albert Einstein, que haverá horário de votação preferencial de 7h às 10 horas para pessoas acima de 60 anos, que fazem parte do grupo de risco para o coronavírus, ainda a ser definido.

Kit de proteção para mesários

Máscaras, protetor facial e frasco individual de álcool em gel e de álcool para a limpeza de superfícies. Esse é o conjunto que os mesários das eleições municipais de novembro vão receber para se proteger do novo coronavírus no dia de votação.

Os novos protocolos da Justiça Eleitoral também envolvem distanciamento de pelo menos 1 metro dos eleitores.

Além disso, para evitar o contato excessivo com superfícies por mais de uma pessoa, o documento de identificação dos eleitores deixa de ser entregue em mãos aos mesários, que devem apenas lê-lo dentro dessa distância permitida.

Mesários com mais 60 e pertencentes ao grupo de risco podem pedir dispensa

Diante ao atual cenário, aqueles com mais de 60 anos de idade podem pedir dispensa do trabalho como mesário. Por isso, para preencher essas vagas, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) lançou uma campanha para que pessoas fora dos grupos de risco sejam mesários voluntários das eleições – a convocação terminou nesta quinta-feira, 16, e, segundo a entidade, os primeiros dados da convocação mostram que o número de voluntários inscritos já supera o total de voluntários das eleições anteriores em alguns estados.

Além dos itens de proteção, o TSE prevê um protocolo de higienização de mãos para os mesários no dia das eleições.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here