Editorial: “Para dar uma notícia, algo precisa acontecer. Não é o caso do HNSG”

Émerson Vasconcelos – Editorial
Impasse

Um jornal vive de notícias, de noticiar os fatos, sejam eles bons ou ruins. O que importa é noticiar aquilo que é de interesse da comunidade. Este é o senso comum quando se pensa em notícia: algo precisa acontecer para que uma reportagem possa ser escrita. Só que na prática, na nossa rotina de trabalho, nos deparamos com situações em que a notícia é justamente a não concretização de um fato. Nesta edição, por exemplo, não há fato novo a respeito da gestão do Hospital Nossa Senhora das Graças e, justamente por não haver a tão aguardada novidade, isso é notícia. Canoas espera por um desenrolar da situação. Na última semana o Prefeito subiu o tom e avisou que a ABC, atual mantenedora, teria que sair por bem ou por mal, para que o hospital pudesse seguir de portas abertas. Parecia uma forte esperança de que o Divina Providência assumiria a tradicional casa de saúde canoense. Até agora, a ABC não demonstrou qualquer interesse público em sair da gestão e o Divina Providência parou de se pronunciar sobre o assunto. Portanto, não há fato novo no Graças, e isso é notícia, mas também é muito preocupante.