Diretoria de Transportes faz fiscalização no transporte público na volta às aulas

Foto: Divulgação SMTM

A Secretaria Municipal de Transportes e Mobilidade de Canoas está realizando um trabalho especial nestas semanas de volta às aulas. A tabela horário da Sogal, empresa concessionária para o serviço, voltou ao normal na última segunda-feira, 18, após um período de redução nas linhas que atendiam especificamente áreas escolares. A fiscalização, que já ocorre rotineiramente, foi intensificada, para que a Prefeitura possa avaliar a mobilidade urbana neste período de maior intensidade de trânsito de pessoas.

Na madrugada da última segunda-feira, a Diretoria de Transportes foi até a garagem da empresa, em uma visita não agendada, para realizar uma avaliação da frota utilizada no transporte público municipal de Canoas. Foram fiscalizados os horários de saída, presença de ônibus reservas, limpeza e manutenção dos veículos, e se todas as linhas estão sendo atendidas nas primeiras horas da manhã. Segundo o Diretor de Transportes, algumas irregularidades foram encontradas, e a Prefeitura solicitou soluções com agilidade. “Nós passamos com a planinha de erros, e nos reunimos no dia posterior com a equipe técnica e com a superintendência da empresa. Fomos questioná-los do porquê de alguns problemas ocorrerem e como podemos resolve-los.” Afirma o diretor Alvarez Góes.

Ele ainda explica que locais específicos também recebem atenção. “Tem locais como o Meu Rincão, que é sempre a última linha que sai, por volta das 7h, e tem muitas reclamações por problemas nos veículos. Nós buscamos soluções nesta terça-feira mesmo, para resolver de imediato”, comenta.

Nesta quarta-feira, 20, e nesta quinta-feira, 21 pela manhã, profissionais da diretoria foram às ruas dos bairros Rio Branco e Fátima, e do bairro Estância Velha, respectivamente, para verificar a assiduidade e a pontualidade dos coletivos. Segundo o diretor Góes, esse trabalho põe luz sobre situações que podem ser resolvidas. “Fomos conferir a frequência de horários, e se as planilhas estão sendo executadas conforme planejado pela SMTM. Nós prestamos atenção no seletivo, e vimos que os ônibus passam vazios em alguns pontos. Percebemos que o ar-condicionado, por exemplo, era determinante para o passageiro. Com ar nos ônibus comuns, a população opta pelo mais barato. Precisamos avaliar como está funcionando essa situação. Podemos ter casos de linhas precisando de veículos, e outras estarem usando os mesmos para transportar duas ou três pessoas”, avalia o diretor.